Boeing adia mais uma vez o lançamento da nave Starliner; ainda não há previsão

Boeing adia mais uma vez o lançamento da nave Starliner; ainda não há previsão

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 13 de Agosto de 2021 às 15h58
Boeing

A nave Starliner, da Boeing, estava pronta para ser lançada na missão de teste Orbital Flight Test (OFT-2) no último dia 3 de agosto, mas, poucos minutos antes da decolagem, a equipe técnica notou alguns problemas nas válvulas do sistema de propulsão da nave — adiando a missão por tempo indeterminado. Já em comunicado publicado hoje (13), a Boeing informou que sua espaçonave precisará ser devolvida para o Centro Espacial Kennedy, da NASA, para uma investigação aprofundada da origem do problema — que permanece um mistério. Ou seja: o aguardado lançamento não tripulado da Starliner, rumo à Estação Espacial Internacional (ISS), segue sem uma nova data definida.

Após o cancelamento da última tentativa de lançamento, a equipe de engenheiros informou que as 13 válvulas do sistema de propulsão da Starliner haviam se fechado inesperadamente. Então a Boeing e a United Lauch Alliance, empresa responsável pelo foguete Atlas V no qual a espaçonave foi acoplada, decidiram levá-los para o Centro Espacial Kennedy, onde serão feitas avaliações técnicas. No último dia 13 de agosto, a Boeing disse que 9 das 13 válvulas haviam sido consertadas, mas as outras quatro permanecem fechadas, pois a solução parece ser mais complexa.

(Imagem: Reprodução/Boeing)

A remoção da Starliner do Atlas V significa um atraso prologado para a missão OFT-2. Ao menos, a Boeing precisará aguardar os lançamentos já marcados para os próximos meses, como é o caso da missão Lucy, da NASA, que será lançada por outro Atlas V. Além dessa, a missão Crew-3, da SpaceX, está agendada para o final de outubro e, quase uma semana depois, acontece o retorno da Crew-2. A nova data de lançamento da OFT-2 precisará ser decidida em conjunto entre a NASA, Boeing e a United Launch Alliance, mas, antes, o problema técnico precisa ser resolvido.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A missão Orbital Flight Test 2 é destinada a um voo de teste não tripulado. A cápsula Starliner será lançada pelo foguete Atlas V em direção à ISS, para garantir que ela seja capaz de fazer o transporte de astronautas da Terra à estação em segurança, também realizando a viagem de volta. Nessa missão de teste, a nave permanecerá cerca de 10 dias na estação espacial antes de retornar à Terra. A primeira tentativa de lançamento aconteceu há dois anos, em 2019, mas uma série de falhas no software da nave fizeram com que ela não atingisse o seu destino.

A nave Starliner acoplada ao foguete Atlas V (Imagem: Reprodução/NASA/Joel Kowsky)

O vice-presidente da Boeing, John Vollmer, disse que o sucesso de uma missão espacial depende de milhares de fatores reunidos no momento certo. “Continuaremos a trabalhar na questão de fábrica da Starliner e decidimos nos retirar desta janela de lançamento para abrir caminho para outras missões de prioridade nacional”, acrescentou.

Fonte: SpaceNews, Boeing

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.