Alinhamento óptico do telescópio espacial James Web está completo

Alinhamento óptico do telescópio espacial James Web está completo

Por Danielle Cassita | Editado por Rafael Rigues | 28 de Abril de 2022 às 18h00
NASA GSFC/CIL/Adriana Manrique Gutierrez/Flickr

O alinhamento óptico do telescópio espacial James Webb foi finalizado. Após uma análise completa, as equipes confirmaram que o novo observatório está preparado para capturar imagens nítidas e focadas, utilizando cada uma de suas cinco câmeras. Agora, a próxima — e última! — etapa será o comissionamento dos instrumentos.

Os resultados do processo de alinhamento podem ser vistos em uma coletânea de imagens da Grande Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia-satélite da Via Láctea. Nelas, vemos como cada instrumento "enxerga" as estrelas de forma perfeitamente nítida.

Confira:

As imagens foram produzidas por todos os instrumentos do James Webb enquanto o telescópio estava apontado para a Grande Nuvem de Magalhães (Imagem: Reprodução/NASA/STScI)

Na imagem, conferimos centenas de milhares de estrelas registradas por todos os sensores ópticos do observatório. Os tamanhos e posições das imagens acima indicam o arranjo relativo de cada instrumento no plano focal do telescópio, sendo que cada um estava apontado para regiões do céu levemente diferentes uma da outra.

Um dos instrumentos que produziu os registros é o NIRCam, que rendeu imagens com resolução de 2 mícrons. Já o NIRISS capturou registros a 1,5 mícron, enquanto o MIRI chegou a 7,7 microns. Por fim, o espectrógrafo NIRSPec, da Agência Espacial Europeia, capturou uma imagem com comprimento de onda de 1,1 mícron. As regiões escuras da imagem, em forma de cruz, foram causadas pela estrutura do micro obturador do instrumento.

Já o Fine Guidance Sensor é responsável por rastrear as estrelas, ajudando o observatório a ficar apontado para elas com precisão. Apesar de não ser usado para capturar imagens cietíficas, ele é capaz de produzir imagens de calibração, como aquelas que você viu aqui.

Próximas etapas do James Webb

Desde o início do processo de preparação para as operações do telescópio James Webb, as equipes ficaram impressionadas com o desempenho do novo observatório. A performance do sistema óptico continua surpreendendo, e vem mostrando resultados ainda melhores do que o esperado nas previsões mais otimistas dos engenheiros.

No momento, os espelhos do Webb estão direcionando completamente a luz das estrelas que é coletada para cada instrumento, e todos estão capturando imagens com grande eficiência. Daqui em diante, deverá haver ajustes mínimos e periódicos nos segmentos hexagonais do espelho primário.

Agora, a equipe do telescópio vai se preparar para o comissionamento dos instrumentos científicos. Nesta etapa, as características de cada instrumento serão configuradas e operadas em diferentes combinações, para garantir que vão ficar prontas para dar início ao trabalho científico. Para o comissionamento, o James Webb receberá comandos para ser apontado a diferentes regiões.

Por isso, esta será uma etapa em que a quantidade de radiação solar recebida irá variar, ajudando a confirmar a estabilidade térmica durante as mudanças no "alvo" das observações. Algumas observações de manutenção serão realizadas a cada dois dias, para os engenheiros acompanharem o alinhamento dos espelhos e aplicarem correções, se necessário.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.