Publicidade

5 fatos sobre a Lua que vão te surpreender

Por| Editado por Patricia Gnipper | 15 de Abril de 2023 às 23h00

Link copiado!

NASA, Lunar Reconnaissance Orbiter, SVS/Jai & Neil Shet
NASA, Lunar Reconnaissance Orbiter, SVS/Jai & Neil Shet

Será que você conhece muitos fatos sobre a Lua? Ela é a vizinha mais próxima da Terra no espaço, o que a torna um dos objetos mais familiares para nós no céu. Mesmo assim, há muito a se descobrir sobre nosso satélite natural mas, nesta matéria, você fica sabendo de cinco fatos curiosos sobre a Lua!

1. A Lua nasceu de um impacto

Continua após a publicidade

A teoria mais aceita de como a Lua se formou descreve que ela surgiu de uma grande colisão, ocorrida entre um objeto chamado Theia, com tamanho parecido com o de Marte, e a Terra. O impacto parece ter acontecido há cerca de 95 milhões de anos e liberou detritos que se acumularam, formando na órbita terrestre o que hoje é nosso satélite natural.

2. A Lua está se afastando da Terra

Já que estamos falando da distância entre a Terra e a Lua, vale lembrar que nosso satélite natural fica mais longe a cada ano. Conforme a gravidade lunar afeta nosso planeta, ela forma as marés dos oceanos e, ao mesmo tempo, desacelera a rotação da Terra. Enquanto isso, a Lua ganha velocidade orbital e amplia sua órbita para manter a dinâmica do sistema.

Continua após a publicidade

Com isso, ela se afasta 3,78 centímetros de nós a cada ano, ganhando velocidade orbital e, ainda, "roubando" velocidade de rotação da Terra. Modelos computacionais sugerem que, quando foi formado, nosso satélite natural poderia estar a apenas 25 mil quilômetros da Terra. Hoje, a distância média entre a Terra e a Lua é de 384 mil quilômetros.

3. A poeira lunar é estranha e perigosa

A poeira que cobre a superfície da Lua é formada por rochas esmagadas e fica facilmente impregnada nas superfícies. Os astronautas do programa Apollo que o digam, já que, durante a entrada e saída do módulo lunar, a poeira entrou lá e afetou instrumentos diversos. Além disso, essa poeira é altamente abrasiva e danificou até mesmo os trajes espaciais da era Apollo.

Continua após a publicidade

Harrison Schmitt, astronauta da Apollo 17, descreveu que a poeira lunar tinha cheiro parecido com o de pólvora. Outra característica curiosa da poeira é que ela causou a chamada "febre lunar" nos astronautas que a inalaram, como espirros e congestão nasal. Até hoje, as agências espaciais buscam formas de lidar com estas partículas e evitar os danos causadas por elas.

4. A Lua tem água

Por séculos, os astrônomos discutiram se existia água na Lua. Em 1645, o astrônomo holandês Michael van Langren publicou o primeiro mapa conhecido do nosso satélite natural, que descrevia as manchas escuras dela como “maria”, a palavra em latim para “mares”. Hoje, já sabemos que estas regiões são planícies criadas por erupções vulcânicas.

Continua após a publicidade

No entanto, isso não significa que não exista água na Lua. Já houve detecções de gelo preso na poeira e minerais de regiões lunares em sombras permanentes e, em 2020, o observatório SOFIA, da NASA, revelou água na parte iluminada da superfície lunar.

5. Objetos artificiais foram deixados na Lua

Há uma série de objetos de origem humana na Lua, como um ramo de oliveira dourado que representa a paz, rovers lunares, uma placa em homenagem a astronautas falecidos e vários outros. Ah, mais de 90 sacos cheios de excrementos dos astronautas das missões Apollo também foram deixados na Lua.

Continua após a publicidade

Já caso você esteja se perguntando sobre as bandeiras fincadas pelos astronautas — como aquela plantada por Neil Armstrong e Buzz Aldrin durante a Apollo 11 — saiba que, provavelmente, elas já perderam as cores após décadas expostas à luz do Sol.

E como não há ventos em nosso satélite natural, as pegadas deixadas pelos astronautas devem permanecer por lá durante milhões de anos.

Fonte: Astronomy, National Geographic, NASAOhio State University, RMG