3º grupo da 1ª geração de satélites Starlink começará a ser lançado em julho

3º grupo da 1ª geração de satélites Starlink começará a ser lançado em julho

Por Wyllian Torres | Editado por Rafael Rigues | 01 de Junho de 2022 às 11h30
SpaceX

A SpaceX começará a lançar o terceiro dos cinco "grupos" orbitais (shells, conchas em português) da primeira geração de satélites Starlink em 5 de julho, a julgar por um recente relatório publicado pela Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos EUA em 26 de maio.

Em 20 de maio, o repórter Alejandro Alcantarilla, que acompanha as atividades da Starlink, relatou em seu Twitter que a SpaceX estava se preparando para iniciar o lançamento do Grupo 3 de satélites. Quase uma semana depois, a declaração foi confirmada com o pedido de licença da empresa solicitado à FCC.

O Grupo 3 é apenas um dos cinco grupos orbitais destinados a compor a primeira geração da rede global de satélites, que terá um total de 4.408 unidades. Cada grupo (ou concha) tem uma configuração orbital específica para cobrir todo o globo terrestre.

Os grupos são diferenciados por duas características: primeiro a inclinação orbital, isto é, o ângulo da órbita em relação ao equador; e depois, a altitude orbital, ou seja, a distância do grupo em relação ao solo. Pelo menos 72% dos satélites de primeira geração fazem parte dos dois primeiros grupos.

Desde que começou a lançar os satélites em novembro de 2019, a SpaceX se dedicou quase exclusivamente ao lançamento das duas primeiras conchas. O Grupo 1, por exemplo, tem pelo menos 1.450 dos 1.584 satélites operacionais em órbita.

Cerca de 205 dos 1.665 satélites de primeira geração lançados entre final de 2019 e maio de 2021 foram perdidos por uma série de falhas. A maior parte das unidades já realizou uma saída orbital controlada, reentrando na atmosfera, mas 28 dos satélites ainda levarão alguns meses para isto.

Abaixo, a quantidade de cada grupo e suas respectivas configurações orbitais:

O Grupo 4 começou a ser lançado em novembro do ano passado e desde então a SpaceX lançou 913 satélites à órbita, mas 866 desse total ainda não funcionam. Se a empresa continuar com seu ritmo de pelo menos um lançamento por semana, todos as 1.584 unidades desta concha estarão em órbita até o fim deste ano.

O Grupo 3 estará em uma órbita polar, o que permitirá à Starlink conectar seus usuários localizados nas extremidades da Terra, como aeronaves ou navios distantes de qualquer estação terrestre capaz de fornecer internet. Esta concha terá apenas 348 unidades deve ser concluída em até 8 lançamentos.

Ainda de acordo com Alcantarilla, as duas primeiras missões do Grupo 3 serão lançadas a partir das instalações da SpaceX na Base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia, começando pela missão Starlink 3-1, prevista para 5 de julho.

Fonte: FCCTeslarati.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.