Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Vermelho, Branco e Sangue Azul | 5 motivos para ver o filme do Prime Video

Por| Editado por Jones Oliveira | 15 de Agosto de 2023 às 18h05

Link copiado!

Prime Video
Prime Video

O romance teen Vermelho, Branco e Sangue Azulchegou ao Prime Video no dia 11 de agosto e rapidamente conquistou os assinantes da plataforma ficando entre os mais vistos do final de semana de estreia. Esse sucesso se deve principalmente à trama leve e divertida do longa, à representatividade que ele aborda e, claro, ao fato de ele ser uma adaptação cinematográfica de um livro homônimo que já vinha fazendo sucesso nas redes sociais.

Dirigido pelo estreante Matthew Lopez, o longa conta como o príncipe da Inglaterra, Henry, e o filho da presidente dos Estados Unidos, Nicholas, passam de desafetos irritantes a namorados apaixonados. Com boa dose de humor e uma carga dramática na medida, o longa tem boas chances de conquistar os assinantes do streaming. Quer mais motivos para assisti-lo? Então, confira a nossa lista abaixo!

Continua após a publicidade

5. Elenco

Vermelho, Branco e Sangue Azul é protagonizado por Taylor Perez (A Barraca do Beijo) e Nicholas Galitzine (Cinderela). Ambos já tinham experiência em comédias românticas e não fizeram feio no filme do Prime. Enquanto Perez oscila um pouco entre uma boa atuação apesar de derrapar em alguns momentos, Nicholas é mais constante e entrega uma performance que merece elogios.

Também vale dizer que a química entre eles é natural e as cenas de romance fluem com facilidade. Ótimo acerto de elenco. Além deles, completam o time Sarah Shahi (de Sex/Life) e Uma Thurman, a eterna Noiva de Kill Bill. A atriz agrada como a poderosa, porém cativante presidente dos Estados Unidos.

4. Representatividade

Além de contar uma boa história de amor no melhor estilo enemies to lovers (de inimigos à amantes), Vermelho, Branco e Sangue Azul ainda traz como casal principal dois homens LGBTI+. Isso faz com que o longa seja um exemplo de representatividade, especialmente se tratando de um romance clichê, no qual a maioria representa casais heteronormativos.

Outro acerto do filme é tratar a sigla e a comunidade com respeito, não promovendo a bifobia e reforçando como cada pessoa tem um momento certo para “sair do armário” e revelar sobre sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Continua após a publicidade

3. Baseado em um livro

Quem gosta de filmes e séries baseados em livros tem um bom motivo para assistir a essa adaptação. O livro homônimo da autora Casey McQuiston foi lançado em 2019 e rapidamente conquistou o público teen. Depois de um tempo, ele voltou a fazer sucesso no TikTok e arrebatou mais um bocado de leitores.

Sendo assim, já era esperado que o filme fosse um sucesso de audiência, uma vez que a expectativa era alta. E ele não decepcionou. No Rotten Tomatoes, o longa conquistou 94% de aprovação do público e 80% dos especialistas.

Continua após a publicidade

2. Não enrola

Se você gosta de filmes românticos, mas tem preguiça daquela enrolação usual que acontece antes dos protagonistas ficarem juntos, então irá se surpreender com Vermelho, Branco e Sangue Azul. Isso porque o filme de Matthew Lopez é ágil e os protagonistas não demoram muito a ficarem juntos. É claro que o desfecho tem idas e vindas, mas de maneira geral o longa tem uma narrativa rápida que impede que o espectador fique entediado.

Continua após a publicidade

1. Trama picante

Quem gosta de filmes com uma dose de cenas picantes, também vai gostar de Vermelho, Branco e Sangue Azul. O longa não embarca de cabeça no erotismo, afinal é um filme adolescente, mas ainda assim traz momentos mais picantes entre os protagonistas, todos retratados com muito bom gosto.