O Guardião Vermelho pode voltar para enfrentar o novo Capitão América no MCU?

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 14 de Julho de 2021 às 18h10
marvel studios

Mais do que o próprio passado de sua protagonista, Viúva Negra serviu para introduzir uma nova leva de personagens ao Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) que devem dar as caras em futuras produções. É o caso de Yelena Belova, que já foi confirmada na vindoura série do Gavião Arqueiro. Mas o que muita gente ficou se perguntando é se poderemos ver o Guardião Vermelho em algum momento no futuro.

O personagem vivido pelo ator David Harbour é um dos alívios cômicos do filme e, com seu jeito bonachão, conseguiu conquistar o público. Parte desse apelo está nas piadas envolvendo o Capitão América, seja sugerindo já ter enfrentado o herói durante a Guerra Fria ou questionando Natasha se Steve Rogers já falou dele alguma vez.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ator já deixou mais do que claro o quanto quer voltar para o MCU (Imagem: Divulgação/Disney)

É claro que a gente sabe que os dois personagens nunca se encontraram, já que o Capitão América foi congelado ainda durante a Segunda Guerra Mundial e resgatado apenas em 2011, quando seu corpo foi localizado pela SHIELD. Assim, a rivalidade que o Guardião Vermelho tem em relação a Rogers é muito mais simbólica, já que ambos representam os ideais de seus países e carregam isso em seus uniformes.

Por outro lado, uma teoria recente surgiu indicando que Alexei Shostakov pode não ser o mentiroso que muita gente acreditou ao ver o filme. Isso porque, como Falcão e o Soldado Invernal revela, os Estados Unidos seguiram tentando recriar o soro do supersoldado depois da Segunda Guerra e alguns soldados conseguiram as habilidades equivalentes ao do Capitão América original — como é o caso de Isaiah Bradley.

Assim, pode ser que o Guardião Vermelho tenha mesmo enfrentado um Capitão América, ainda que não aquele que ele acredita que tenha sido. E essa pode ser uma história que pode ser apresentada futuramente no MCU, talvez em Capitão América 4 com Sam Wilson assumindo o escudo e encarando essa antiga rivalidade.

Será que a ideia de um Capitão América soviético funcionaria nos tempos modernos? (Imagem: Divulgação/Disney)

E por mais que tudo isso pareça ser só maluquice da cabeça dos fãs, o próprio ator jogou essa possibilidade. Em entrevistas antes da estreia de Viúva Negra, David Harbour destacou que a rivalidade entre o seu personagem e o Capitão América é algo que poderia ser explorado em algum momento, principalmente quando há uma lacuna de 25 anos entre a fuga dos EUA e a sua aparição na prisão. Ele também falou sobre um possível encontro com Sam Wilson agora com o icônico escudo. Segundo ele, esse embate seria interessante de se ver, principalmente quando Shostakov se deparasse com um Capitão América diferente daquele que ele sempre sonhou em enfrentar.

Ao mesmo tempo, o próprio fim de Viúva Negra deixa livre para que o Guardião Vermelha volte, já que ele escapa da explosão da Sala Vermelha junto com Melina Vostokoff. E já há alguns rumores afirmando que tanto Harbour quanto Rachel Weisz teriam assinado contratos para mais participações no MCU — embora o Marvel Studios ainda não tenha confirmado a informação.

Que histórias o Guardião Vermelho pode contar?

E se não há nada oficial no horizonte, só nos resta especular como seria o encontro do Capitão América com sua contraparte soviética — até porque, nos quadrinhos, esse encontro já aconteceu algumas vezes.

Capitão América e Guardião Vermelho são rivais de longa data (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Vale destacar, contudo, que existe mais de um Guardião Vermelho nas HQs e que nenhum deles é retratado como o personagem de Viúva Negra. O Alexei Shostakov dos quadrinhos, inclusive, é bem diferente do que o MCU retratou e tem um passado bem mais trágico e um futuro igualmente complicado.

Nessas histórias, ele era um piloto de teste casado com Natasha, mas que teve que abandonar sua vida a mando da KGB, o serviço secreto soviético, que o treinou para ser o segundo Guardião Vermelho. Nesse processo, ele praticamente passou por uma lavagem cerebral e se tornou um soldado cruel e violento cujo principal objetivo era se provar superior ao Capitão América.

Em uma de suas histórias mais marcantes, ele é enviado pela União Soviética para trabalhar em conjunto com um líder chinês para tentar derrotar os Vingadores. E é nessa luta que fica claro o ódio do Guardião Vermelho por Steve Rogers.

Nos quadrinhos, o Guardião Vermelho é muito mais habilidoso do que forte (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Em determinado ponto da batalha, o Capitão América já está derrotado e sendo carregado por seus aliados. O grupo, porém, é encurralado por esse coronel chinês que ameaça matar a todos. Só que o Guardião Vermelho não aceita que ninguém além dele derrote seu maior rival e impede o ataque, dando tempo para que os Vingadores escapem.

Depois disso, ele chegou a aparecer em uma história ou outra, ainda que sem grande relevância. A participação mais recente do personagem é assumindo a identidade de Ronin — que já foi usada, inclusive no MCU, pelo Gavião Arqueiro. Seria essa a conexão que o Marvel Studios poderia trazer?

De qualquer forma, até o momento, não há nada concreto sobre um retorno do Guardião Vermelho. O ator já deixou mais do que claro que quer reprisar o papel; o público parece ter gostado da ideia e existem várias maneiras de fazer isso sem soar forçado. Assim, só resta Kevin Feige dar o sinal verde para que o gigante comunista possa retornar.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.