5 motivos para maratonar Killing Eve

Por Natalie Rosa | 06 de Setembro de 2020 às 15h00
Divulgação: BBC

Em 2018 estreou a série Killing Eve, uma produção da BBC criada por ninguém menos que Phoebe Waller-Bridge, a responsável pela genialidade de Fleabag. A trama, protagonizada por Sandra Oh, a saudosa Cristina de Grey's Anatomy, conta uma história de obsessão mútua que começou com a caçada da criminosa Villanelle, interpretada por Jodie Comer.

Eve é uma agente que trabalha para o serviço de inteligência britânico e vive uma rotina simples e entediante. Mas tudo muda quando ela é convocada para investigar a assassina profissional Villanelle, que graças a uma psicopatia assustadora é excelente no trabalho que cumpre.

A série não chegou ao Brasil de forma simultânea ao lançamento internacional, mas agora as três temporadas completas já podem ser assistidas no Globoplay. E se você ainda não conhece Killing Eve ou não está convencido a assistir, o Canaltech preparou uma lista com 5 motivos para você já começar a mergulhar nessa maratona.

Imagem: Divulgação/BBC

5. O talento de Jodie Comer e Sandra Oh

O primeiro item da lista precisa ser sobre as protagonistas. Jodie Comer, intérprete de Villanelle, ótima no seu trabalho por não sentir qualquer tipo de empatia, não manifestar emoções e por conseguir ser engraçada de um jeito assustador.

A personagem também é extremamente inteligente, sabe falar várias línguas e é capaz de interpretar qualquer tipo de pessoa para conseguir enganar a vítima. Tudo isso é mérito da atriz, que apesar de já ter um certo currículo na televisão e no cinema, com certeza, está vivendo o melhor momento da sua carreira.

O trabalho de Jodie Comer pode ser visto também nas séries My Mad Fat Diary, Doctor Foster, The White Princess, Remember Me, entre várias outras produções. Por Killing Eve, a atriz já levou para casa seis prêmios de melhor atriz. Nada mal, não é mesmo?

Já Eve Polastri também leva muitos méritos pelo sucesso da série, não é a toa que o seu nome está no título. Sandra Oh, que por anos conquistou muitas pessoas com a sua amizade com Meredith Grey (Ellen Pompeo), de Grey's Anatomy, voltou com tudo para a televisão nesta personagem tão intensa.

Imagem: Divulgação/BBC

Eve também tem um senso de humor na medida certa e a sua obsessão por Villanelle traz os momentos de maior nervosismo na série, uma vez que a personagem deixa a sua vida pessoal ser completamente afetada por toda essa situação. A investigadora tem uma personalidade forte e em nenhum momento deixa o medo atrapalhar os seus objetivos, com exceção dos sentimentos que, claramente, começa a construir pela inimiga.

Sandra Oh também já foi reconhecida pelo seu trabalho em Killing Eve, levando em 2019 um Globo de Ouro e Broadcast Film Critics Association Awards como Melhor Atriz, entre várias outras indicações a outras premiações.

4. Assassinatos assustadoramente perfeitos

Villanelle é uma grande assassina e quase nenhum desses crimes cometidos pela personagem são simples. A psicopata faz uma breve investigação sobre quem será a vítima, descobre sua rotina, seus gostos e, se precisar, ela se fantasia e se transforma em outra pessoa só para conseguir chegar perto de quem precisa matar.

Nunca é apenas uma facada ou um tiro, pois a assassina está sempre se reinventado nesse mercado de crimes encomendados e, algumas vezes, é preciso ter o estômago forte para aguentar. Porém, o que seria de uma série sobre assassinatos sem cenas fortes, certo?

Imagem: Divulgação/BBC

3. Viagem pela Europa

Killing Eve se passa na Europa, na maior parte na Inglaterra. Porém, como por lá é fácil viajar para um país e outro, a trama passeia por diversas regiões do continente, seja para fechar negócios, fugir ou, claro, cometer um assassinato. A série passa por localidades como Paris, Berlim, Barcelona, Amsterdã, entre várias outras.

As cidades e países, inclusive, foram de fato locais das gravações, em cenários que tirar o fôlego e que, muitas vezes, se contrastam perfeitamente com os figurinos que compõe os disfarces de Villanelle, parecendo que a personagem é apenas uma pessoa comum vagando por lá.

2. Também é para rir

Killing Eve é uma série de drama, investigação e thriller, mas também conta com muitos momentos de humor, seja pela relação de Villanelle e Eve, quanto por outros personagens importantes da história. Até mesmo momentos de tensão ou em que coisas horríveis acontecem conseguem ser, pelo menos um pouco, engraçados e divertidos de assistir, aliviando brevemente a tensão de tudo o que está acontecendo. Este mérito acaba ficando com todo o elenco, na verdade, cada um como seu senso de humor em meio aos dramas de vidas perigosas.

via GIPHY

1. Trilha sonora

Para fechar a lista para te convencer a assistir à série, nada como uma trilha sonora empolgante, de diversos idiomas e países, que se encaixam perfeitamente nas cenas. Killing Eve traz empolgação, suspense, medo e humor através da música, fazendo toda a diferença no conjunto final.

Você pode conferir os títulos na playlist abaixo, oficial da BCC:

E então, convencido? Killing Eve está disponível em três temporadas no Globoplay.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.