Os 5 melhores filmes de ação originais da Netflix

Os 5 melhores filmes de ação originais da Netflix

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 17 de Maio de 2022 às 22h00
Netflix

Embora a Netflix esteja investindo pesado para se transformar em um estúdio de cinema respeitado interessado em produzir longas mais sérios dignos de concorrer a um Oscar, a empresa também não nega a boa e velha diversão descompromissada de um bom filme de ação. Do tiroteio e perseguição à porradaria franca, todo catálogo que se preze precisa de uma boa dose de adrenalina.

Nesse sentido, os assinantes da plataforma não têm do que reclamar. O streaming tem uma quantidade considerável de filmes do gênero em seu acervo, incluindo algumas produções originais que mostram que soco na cara, correria e explosão nunca saem de moda.

E o que é mais interessante é que justamente o escopo mais global da Netflix permite que tenhamos filmes de ação de diferentes países aparecendo. Ainda que Hollywood ainda seja um polo nesse estilo de história, a empresa vem surpreendendo a todos com histórias vindas do Japão, Coreia do Sul e outros cantos do planeta.

Pensando nisso, o Canaltech listou 5 dos melhores filmes de ação da Netflix para você assistir na sua próxima sessão da tarde.

5. Bleach

A gente tem um histórico muito ruim de filmes que adaptam mangá. Só que nem todas as tentativas de trazer essas histórias para o live action são tão ruins quanto Death Note e Dragon Ball Evolution. E Bleach é um bom exemplo de anime e mangá que não só ficou muito boa como ainda traz excelentes cenas de ação.

A história em si é um grande apanhado de conceitos que você certamente já viu em desenhos, indo de Cavaleiros do Zodíaco a YuYu Hakusho: um jovem estudante japonês visto como delinquente tem um certo nível de mediunidade e, por isso, sempre ajuda os espíritos que vagam pela sua vizinhança. Só que um dia ele cruza o caminho de uma Shinigami, uma deusa da morte, que lutava contra um monstro invisível aos olhos dos demais humanos.

A partir disso, ele “rouba” os poderes dessa entidade mística e mergulha em uma sociedade do pós-vida que até então desconhecia existir. Só que isso faz com que outros desses deuses venham atrás dele para punir seu crime ao mesmo tempo em que a atividade dos tais monstros passa a ser mais recorrente, colocando a vida de inocentes em risco.

4. Operação Fronteira

A receita de todo bom filme de ação é ter um elenco de respeito que consiga segurar não só a trama com boas atuações, mas que sejam convincentes na porradaria e na hora de empunhar um trabuco. E Operação Fronteira faz isso muito bem. Afinal, a Netflix não economizou na hora de trazer nomes como Ben Affleck, Pedro Pascal e Oscar Isaac para serem as estrelas do longa.

A história em si é até bem simples. Eles fazem parte de um esquadrão formado por ex-soldados das Forças Especiais dos Estados Unidos que pretendem roubar um poderoso traficante que comanda o comércio de drogas na fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia.

E embora o rouba tenha sido um aparente sucesso, lidar com as consequências do golpe não é tão fácil quanto aparenta e é a partir disso que a ação começa de verdade ao mesmo tempo em que passamos a conhecer um pouco mais de cada um desses personagens.

3. Legítimo Rei

A máquina de fazer filmes da Netflix não esqueceu um subgênero do cinema de ação que também sempre faz muito sucesso: as produções de época. E Legítimo Rei traz toda a brutalidade e a sujeira da Idade Média para contar uma boa história de reis, cavaleiros e espadas voando e membros decepados.

O grande charme aqui é que ele tem um componente histórico que deixa tudo bem mais interessante. Chris Pine vive o lendário rei escocês Robert de Bruce — o mesmo que aparece no clássico Coração Valente —, que deu início a uma guerra contra o grande exército inglês mesmo tendo apenas uma meia dúzia de soldados ao seu lado.

E é interessante ver o início dessa rebelião, a transformação de Robert nesse rei fora da lei e como, mesmo contra todas as possibilidades, ele é capaz de suportar as investidas inglesas e ainda bater de frente com as tropas reais.

2. Resgate

Depois de despontar em Hollywood como o Thor da Marvel, o cinema de ação era um caminho até bastante óbvio para Chris Hemsworth. E a Netflix viu nessa popularidade do ator a oportunidade de emplacar uma franquia própria — e fez isso com Resgate.

Um segundo filme já está engatilhado para breve, mas o primeiro já é bom o suficiente para entender por que a continuação está garantida. E isso tudo com um roteiro que não é lá muito original, mas que funciona muito bem: Hemsworth é um mercenário que é contratado para ir até Bangladesh para resgatar o filho de um poderoso chefe do crime internacional que foi sequestrado. Só que essa missão não é nada fácil e ele vai flertar com a morte algumas boas vezes no caminho.

Outro destaque é que Resgate é produzido pelos Irmãos Russo, os mesmos responsáveis por Vingadores: Guerra Infinita e Ultimato. Só isso já é garantia de um bom filme de ação e muito divertido.

1.The Old Guard

Embora a gente olhe com um certo saudosismo para a época dos brucutus no cinema de ação, é bom saber que essa época ficou para trás, pois só assim podemos ter um filme de porradaria estrelado por Charlize Theron.

Baseado em um quadrinho não tão conhecido assim, o longa conta a história de Andy (Theron), uma mulher que luta ao lado de um grupo de soldados imortais que travam guerras ao longo das eras para aqueles capazes de pagar por seus serviços. É quase como um Highlander moderno.

Só que as coisas ficam um pouco mais complicadas quando eles descobrem limitações dessa aparente imortalidade ao mesmo tempo em que governos e grandes corporações se unem para tirar vantagem das propriedades únicas desses seres. E começa assim uma batalha para continuarem existindo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.