Eternos teria sido banido de países do Oriente Médio por beijo gay, diz site

Eternos teria sido banido de países do Oriente Médio por beijo gay, diz site

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 05 de Novembro de 2021 às 11h56
Divulgação/Marvel Studios

Apesar de toda a empolgação dos fãs em torno da estreia de Eternos neste fim de semana em todo o mundo, o novo filme do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) não terá um lançamento global completo e os personagens divinos do estúdio devem ficar de fora de alguns países do Oriente Médio. Isso porque países como Arábia Saudita, Qatar e Kuwait decidiram não liberar a exibição do longa em seus territórios.

A razão para a proibição não foi revelada, mas fontes ligadas à Walt Disney Company informaram ao site The Hollywood Reporter que o impasse se deu por causa do personagem Phastos (Brian Tyree Henry), que é retratado como homossexual na trama. Há uma cena em que os heróis vão até sua casa e visitam sua família, com direito ao primeiro beijo gay do MCU, o que viola leis locais.

A homossexualidade é ilegal em boa parte dos países do Golfo Pérsico, o que faz com que filmes que tenham conteúdo relacionado à temática tenham que fazer adaptações e cortes para se adequar à censura local. Assim, produções que não conseguem ou que não querem retirar os trechos ficam proibidas de estrearem nesses países — como aconteceu com a animação da Pixar Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica por causa de um diálogo que fazia referência a um relacionamento lésbico.

Mesmo não sendo o protagonista do filme, Phastos já é o eterno que mais vem causando em todo o mundo (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

No caso de Eternos, a fonte afirma que a Disney decidiu não cortar a cena envolvendo a família de Phastos e que, por isso, o longa foi censurado. Assim, a estreia, prevista para o próximo dia 11 de novembro, foi suspensa e os sites de venda de ingresso simplesmente retiraram a produção de suas páginas.

A única exceção ficou com os Emirados Árabes Unidos, cujos sites de venda ainda colocam o filme marcado com lançamento para breve. Não fica claro, contudo, se eles vão aceitar a decisão da Disney ou se a empresa responsável pela página ainda não fez a remoção.

Vale destacar que a polêmica envolvendo Phastos não se restringe apenas aos países do Oriente Médio e que o herói também foi o pivô de controvérsias por causa da cena com a sua família também nos Estados Unidos. Antes mesmo da estreia do filme, fãs conservadores bombardearam o site do IMDb com críticas negativas por causa do beijo que o personagem dá em seu marido antes de sair para salvar o mundo. A cena tem apenas dois segundos, mas foi o bastante para revoltar parte do público que ainda não tinha assistido ao longa, o que forçou o IMDb a excluir as críticas e impedir a publicação de novas resenhas pelo público até este fim de semana.

Fonte: The Hollywood Reporter 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.