Em ano de retomada, bilheteria dos cinemas já é 80% maior que em 2020

Em ano de retomada, bilheteria dos cinemas já é 80% maior que em 2020

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 29 de Outubro de 2021 às 10h20
LightFieldStudios/Envato

O retorno das atividades após o avanço da vacinação contra o coronavírus também está representando uma tão aguardada retomada do cinema. Em uma nova análise, a expectativa é de atingir a marca de US$ 21,6 bilhões nas bilheterias globais, 80% acima do que foi registrado no ano passado, com a China liderando o ranking de audiência e representando mais de um terço dos ingressos vendidos em todo o mundo.

A estimativa é da Gower Street Analytics, empresa de análise que refez sua avaliação do ano corrente para aumentar ainda mais suas expectativas. Os grandes lançamentos e a retomada da audiência ainda deve deixar 2021 49% abaixo do que foi visto em 2019. Há de se considerar, entretanto, que há dois anos ninguém sabia o que era a pandemia, enquanto lançamentos gigantescos como Vingadores: Ultimato, Frozen II e a versão live action de O Rei Leão contribuíram grandemente para as bilheterias.

Ainda assim, a expectativa é positiva. Segundo os especialistas, a estimativa foi ampliada devido ao sucesso de títulos como 007: Sem Tempo Para Morrer e Venom: Tempo de Carnificina. Os longas também tiveram sucesso considerável na China, juntamente com The Battle at Lake Changjin, do próprio país e o grande campeão da Golden Week, semana de feriados nacionais chineses que também representa grande movimento para a indústria do entretenimento.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Apesar de os chineses terem contribuído mais, o mês de outubro foi forte para a indústria de cinema como um todo. Com o processo de reabertura já avançado e a vacinação ampla na maior parte dos países do mundo, o mês atual deve ficar apenas 4% abaixo da média para o período registrada entre 2017 e 2019, períodos em que nem existia a pandemia. Este também deve ser o melhor momento de 2021, com um aumento de 40% nas bilheterias, novamente motivado pelos longas de Venom e James Bond, o que levou a Gower Street Analytics a aumentar em 30% sua estimativa de venda de ingressos.

De acordo com os números, a região Ásia-Pacífico deve contribuir com 52% das bilheterias globais de 2021, com os mercados da América do Norte e América Latina permanecendo com números inalterados de 21,6% e 4,6%, respectivamente. Deve cair, entretanto, o market share da Europa, Oriente Médio e África, computados juntos e com redução para 21,6%, contra 23,1% registrados no fraco ano anterior.

Fonte: Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.