Diretor de 007 GoldenEye e Cassino Royale quer fazer um James Bond "diferente"

Diretor de 007 GoldenEye e Cassino Royale quer fazer um James Bond "diferente"

Por Laísa Trojaike | Editado por Jones Oliveira | 16 de Agosto de 2021 às 12h05
Columbia Pictures

Martin Campbell, que dirigiu o malhado Lanterna Verde, pode até ser odiado pelos fãs de quadrinhos, mas é um herói no fandom de 007. Isso acontece porque ele foi o responsável por dois grandes títulos da franquia, tendo a revitalizado justamente quando o público clamava por algo novo para o agente secreto. Ao responder um usuário do reddit, Campbell revelou que está disposto a fazer isso novamente, tornando-se um forte candidado ao próximo reboot do universo James Bond.

O cineasta foi o responsável por 007 Contra GoldenEye e por 007: Cassino Royale, dois filmes conhecidos por desagradar os mais puristas, ou seja, aqueles que querem o personagem fiel à descrição criada pelo escritor Ian Fleming. Enquanto GoldenEye trouxe um ator irlandês no papel do agente britânico, Cassino Royale marcou o primeiro Bond loiro da história.

Imagem: Reprodução/United Artists

As mudanças podem parecer pequenas aos olhos dos brasileiros, mas são bastante significativas para muitos fãs. Enquanto a primeira mudança promovida por Campbell invoca a delicada história entre Inglaterra e Irlanda, o segundo introduz de forma menos impactante a ideia de que o tempo gera novas demandas e que, com isso, um clássico personagem pode mudar características que não afetem a sua essência.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como já sabemos que Sem Tempo Para Morrer é o último filme de Daniel Craig, a escalação de uma nova pessoa para o papel gera o reboot natural da franquia e, pela primeira vez, estamos ouvindo falar das possibilidades de um James Bond pertencente a um grupo subrepresentado e podemos estar prestes a ver o primeiro Bond negro ou LGBTQIA+. Ou a primeira mulher 007.

Imagem: Reprodução/Columbia Pictures

É possível que o estúdio não arrisque mudanças do tipo, mas o retorno de Campbell significaria mais quebras de padrão, como ele mesmo indicou. No reddit, o diretor foi diretamente questionado por um fã, que elogiou seus filmes como os melhores de toda a franquia. Na resposta, ele deixou claro o seu interesse:

"Sim, eu consideraria. Eu amo a franquia, e seria com um novo Bond, o que é sempre interessante, especialmente porque meus dois filmes Bond tiveram Bonds diferentes".

O que ele pretende mudar? Isso ele ainda não revelou, e atiçar a nossa curiosidade faz parte do negócio: se realmente houver essa demanda, é possível que o estúdio o chame novamente. Para além disso, as informações mais consistentes sobre o próximo filme 007 só devem começar a surgir depois da estreia de Sem Tempo Para Morrer, até então programada para acontecer em 30 de setembro de 2021.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.