Google Pay passa a aceitar compras no débito com validação imediata da operação

Por Felipe Demartini | 14 de Outubro de 2019 às 11h12
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

O Google anunciou nesta segunda-feira (14) a possibilidade de uso de cartões de débito no Google Pay, seu sistema de pagamentos online. O recurso já está disponível em todos os smartphones Android e a funcionalidade agora está presente também para compras em sites ou aplicativos de parceiros que, claro, precisam ter a integração com a plataforma da companhia.

Nessa etapa inicial, a função de débito do Google Play foi liberada para clientes do Banco do Brasil, Itaú e Bradesco para cartões com bandeiras Visa, MasterCard e Elo. Além disso, aplicativos parceiros como iFood, Ingresso.com, Peixe Urbano, Rappi, Grin e Yellow também aceitam o pagamento nesse formato, bem como a operadora de telefonia Claro, que usa a plataforma em seu app Claro Recarga, que permite a compra de créditos para celulares pré-pagos.

No caso de cartões que têm as duas funções, o usuário poderá escolher entre pagar no crédito ou no débito, exatamente como já acontece nos pagamentos convencionais na boca do caixa. O Google Pay também dá suporte ao pagamento com cartões múltiplos e promete validação imediata, ao contrário do método que, até agora, era usado por clientes com plásticos apenas dessa categoria. Isso porque eles acabavam obrigados a usar boletos, cuja compensação é mais lenta, o que acabava atrasando também a entrega dos produtos ou, pior, a desistência da compra, algo que chegava em torno de 51% das operações netse formato.

Google Pay aceita cartões múltiplos e, agora, cliente também pode pagar compras no débito em sites e aplicativos de parceiros (Imagem: Divulgação/Google)

Essa também é a forma de levar o Google Pay a um nicho muito mais amplo de usuários no Brasil. O sistema de pagamentos está disponível no sistema operacional Android e, de acordo com a empresa, apenas 50 milhões de brasileiros têm acesso a cartões de crédito, enquanto muitos outros trabalham apenas com o débito. Cruze os dados e imagine como a novidade vai impactar a utilização do sistema, principalmente devido à presença da solução em sistemas de parceiros comerciais. “Temos certeza de que esse é mais um passo importante na longa jornada de inclusão digital e financeira [das pessoas]”, aponta João Felix, líder de estratégia e operações do Google Pay para a América Latina.

Nesse ponto, a Google também destaca a segurança da transação, já que os dados financeiros dos usuários não são compartilhados com as lojas, mas sim apenas com um número de conta virtual, que serve para a realização da transação. É o mesmo sistema que já é utilizado nas vendas utilizando cartões de crédito e outros formatos do Pay, com tokens fazendo a validação e mantendo seguras as informações dos clientes.

De acordo com o Google, o uso de cartões de débito já está liberado para o uso de lojistas, desde que eles tenham a API do recurso, que pode ser baixada no site do Google. Com o processo de implementação sendo prático e rápido, a expectativa é de que mais parceiros, bandeiras e bancos também sejam adicionados à plataforma nessa modalidade.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.