Black Friday: Procon-RJ notifica Amazon, Americanas e Philips por ofertas falsas

Black Friday: Procon-RJ notifica Amazon, Americanas e Philips por ofertas falsas

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 14 de Dezembro de 2021 às 20h40
Divulgação/Procon-RJ

A Black Friday já passou, mas o Procon-RJ ainda busca empresas com atuação incorreta na data. Na segunda-feira (13), o órgão notificou a Amazon, a Americanas e a Philips por irregularidades em ofertas durante a promoção, em novembro.

Os fiscais contam que, em pesquisas de preços e promoções de produtos mais buscados, compararam as ofertas anunciadas nos sites de oito varejistas online. A partir disso, constataram problemas nas notificadas, que podem sofrer multa de até R$ 10 milhões.

A Amazon, por exemplo, os agentes encontraram uma Smart TV Samsung, que já havia sido ofertada por R$ 8.559, anunciada por R$16.799. A suspeita é de publicidade enganosa. Houve, ainda, o caso de um notebook LG, anunciado anteriormente por R$ 8.799, oferecido no dia da Black Friday por R$ 13.599. Segundo o Procon-RJ, o site anunciava “Hoje é Black Friday – até 60% off” — o que é enganoso, já que a promoção não existe.

Amazon foi notificada por propaganda enganosa (Imagem: Reprodução/Unsplash/Christian Wiediger)

Na Americanas.com, os investigadores encontraram uma Smart TV Samsung por R$ 8.999 com promessa de desconto de 10% (que passaria a R$ 8.099) uma semana antes da Black Friday. Já no dia da promoção, o produto foi anunciado por R$ 9.999,99 e, com o desconto de 10%, passava para R$ 8.999,99. Com isso, o anúncio induziu “o consumidor a acreditar que aquele era um excelente negócio”. Só que, na prática, o item ficou mais caro do que na oferta anterior apresentada no site.

A Philips, por sua vez, fez um anúncio no Instagram com o título: “Black Friday Oferta Secreta Philips”. O preço promocional aparecia ao lado de uma caixa, mas o produto não era informado “de: R$ 209,90 por R$ 89,90”. Para o Procon-RJ, isso é publicidade enganosa por omissão. Isso porque atrai o consumidor para o site da empresa sem esclarecer essa informação. O órgão informa que as empresas têm 15 dias para apresentar suas defesas.

Outro lado

Em nota oficial enviada ao Canaltech, a Philips diz que sua campanha promocional de Black Friday oferece produtos com preços significativamente menores que os praticados em seu e-commerce.

“A ação Oferta Secreta, veiculada pela companhia no mês de novembro de 2021, apenas beneficiou os consumidores com descontos reais e garantiu a todos eles o prazo de sete dias para efetuar trocas ou desistir da compra sem qualquer custo, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. As ofertas surpresas têm sido uma ação pontual realizada por diferentes varejistas, como forma de instigar e surpreender positivamente os consumidores, que cada vez mais interagem com as marcas”, informa.

A Americanas enviou posicionamento oficial à redação do Canaltech e afirma que ainda não foi notificada pelo Procon-RJ. "A companhia informa que assim que estiver de posse do documento, vai analisar a demanda e prestar os esclarecimentos pertinentes dentro do prazo. A Americanas S.A. reforça seu compromisso com a legislação e com o regulamento da Black Friday. A companhia destaca que só fazem parte do evento os produtos que possuem o selo Black Friday e ressalta que providencia imediatamente a correção de eventuais irregularidades identificadas", ressalta.

A reportagem do Canaltech procurou também a Amazon, mas ainda não recebeu resposta da empresa. Aguardamos a manifestação da companhia para atualizar o material.

Fonte: O Globo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.