Black Friday: R$ 102 milhões em fraudes foram evitados neste ano, diz pesquisa

Black Friday: R$ 102 milhões em fraudes foram evitados neste ano, diz pesquisa

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 08 de Dezembro de 2021 às 23h30
TheDigitalWay/Pixabay

Aproximadamente R$ 102 milhões em golpes foram evitados em 26, 27 e 28 de novembro — o fim de semana da Black Friday. Os dados são de um levantamento da empresa antifraude Konduto e da Boa Vista, que tem soluções de inteligência analítica.

O montante representa quase 80% a mais do que os R$ 57 milhões evitados em 2020. No período, a Konduto investigou 20 compras por segundo: isso é mais que o dobro de pedidos analisados no mesmo período de 2020, quando o volume era de nove transações avaliadas por segundo.

Golpes evitados somam mais de R$ 100 milhões (Imagem: Reprodução/Elements/bernardbodo)

Para Tom Canabarro, CEO e cofundador da Konduto, os números são surpreendentes. “Temos realizado análises do comportamento do consumidor e dos criminosos há alguns anos e, ainda que a gente já esperasse um movimento intenso e muitas tentativas de fraude, 2021 surpreendeu.”

Enquanto em 2020 as vendas se diluíram de forma equilibrada nos três dias do fim de semana, em 2021, 63,58% delas ocorreram na sexta (foram 42,93% em 2020). Já os volumes médios de fraude foram semelhantes, mesmo com mais operações no primeiro dia.

Celular já é preferido para compras

Quando as tentativas de golpe são divididas por Estado, o Rio de Janeiro fica em primeiro lugar, com 35,7% (10,25% no mesmo período de 2020). São Paulo vem em seguida: 21,5%, cerca de 18,6% menos tentativas em 2021.

Outras localidades que apresentaram redução em relação a 2020 foram Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O Acre teve o menor percentual: 0,17% do volume total de ataques identificados pela Konduto em 2021. Em 2020, foi um pouco menos: 0,12%.

Na análise das fraudes por pedido, a taxa caiu em quase todos os Estados. São Paulo teve a maior queda: de 1,41% para 0,37%. Já o Rio de Janeiro, campeão nacional, teve aumento de 0,5% entre 2020 e 2021, e foi de 1,16% para 1,67%. Em relação a horários, o volume de fraudes de meio-dia a meia-noite foi de 70,7%. Durante a madrugada, das 0h às 5h59, foram 11,04%.

Celular já é meio mais usado para compras online (Imagem: Reprodução/Pexels/Mikhail Nilov)

O celular é o meio mais utilizado para compras e para fraudes: 70% das tentativas ocorreram nesse ambiente. “O consumidor se habituou às compras pelo smartphone. O volume de vendas online tem aumentado a cada análise, assim como a quantidade de tentativas de fraude. Isso reforça que, para vender mais, é preciso ter um bom antifraude para evitar prejuízos”, destaca Canabarro.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.