Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple pode lançar Mac Pro com até 384 GB de RAM e chip M2 Extreme

Por| Editado por Wallace Moté | 03 de Outubro de 2022 às 13h51

Link copiado!

Victor Carvalho/Canaltech
Victor Carvalho/Canaltech
Tudo sobre Apple

Após conquistar o mercado com a sólida linha de processadores M1 para Macs e apresentar novos MacBook Air e Pro de 13" com o chip M2, a Apple se prepara para o anúncio de opções mais poderosas da série M2 em outubro. E novas previsões indicam o que podemos esperar dos futuros M2 Pro, M2 Max e M2 Ultra, além do impressionante M2 Extreme que deve equipar o muito aguardado Mac Pro.

Em publicação feita pelo site Macworld, são destacadas várias previsões de lançamento e desempenho dos novos processadores da Apple para Macs, entre eles, vemos que o M2 Pro e M2 Max devem ser anunciados ainda este mês, enquanto o M2 Ultra e M2 Extreme ficariam para o próximo ano.

O M2 comum foi anunciado em julho deste ano e já está disponível em modelos de MacBook Air e MacBook Pro de 13 polegadas.

Continua após a publicidade

Desempenho extremo?

A previsão feita pelo Macworld é que a série M2 apresente um ganho considerável em gráficos e memória RAM quando comparada com a linha anterior, mantendo a tendência de dobrar os números de GPU e RAM que vimos nos chips M1. Dessa forma, podemos esperar a seguinte composição:

  • M2: CPU de 8 núcleos, GPU de 8 núcleos e até 24 GB de RAM
  • M2 Pro (previsto): CPU de 10 núcleos, GPU de 20 núcleos e até 48 GB de RAM
  • M2 Max (previsto): CPU de 10 núcleos, GPU de 40 núcleos e até 96 GB de RAM
  • M2 Ultra (previsto): CPU de 24 núcleos, GPU de 80 núcleos e até 192 GB de RAM
  • M2 Extreme (previsto): CPU de 48 núcleos, GPU de 160 núcleos e até 384 GB de RAM

Segundo o Macworld, é provável que o M2 Pro e M2 Max sejam fabricados com a mesma litografia de 5 nanômetros do ano anterior, apostando na nova geração N4P da TSMC com melhorias em desempenho, maior velocidade e menor consumo energético.

Entretanto, há rumores consistentes de que os novos M2 Pro e M2 Max podem ser fabricados em 3 nanômetros, garantindo ainda melhor desempenho e consumo de energia muito mais eficiente.

As divergências em relação à litografia dos novos chips acontecem por conta da complexidade de fabricação do processo de 3 nm. Informações apontam que a Apple poderia ter escolhido adiar o lançamento dos chips para evitar produção apressada, defeitos de fabricação e problemas de desempenho.

Continua após a publicidade

Com o anúncio dos novos Macs com M2 Pro e M2 Max previsto para acontecer ainda neste mês de outubro, novidades relacionadas aos dispositivos devem surgir nos próximos dias.

Fonte: Macworld