Programa de capacitação Cresça com o Google terá edição para mulheres pretas

Programa de capacitação Cresça com o Google terá edição para mulheres pretas

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 17 de Novembro de 2021 às 15h20
Unsplash/Christina @ wocintechchat.com

A próxima edição do programa de capacitação técnica, desenvolvimento de habilidades e construção de soluções para os principais entraves do mercado de trabalho Cresça com o Google terá como destaque a carreira profissional e acadêmica das mulheres pretas. São 40 milhões de mulheres pretas no país, mas só metade está no mercado de trabalho.

Essa realidade foi agravada durante a pandemia do novo coronavírus em razão de problemáticas sociais e econômicas. A edição Cresça com o Google para Mulheres Pretas quer mudar essa estatística e atuar no enfrentamento de desafios profissionais e pessoais ocasionados por desigualdades racial e de gênero.

Ana Fontes, fundadora e CEO da Rede Mulher Empreendedora (RME), lembra que as mulheres foram as mais afetadas pela pandemia, especialmente as negras. “Por isso é fundamental termos programas de capacitação para geração de renda que auxiliem na conquista da independência financeira."

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Unsplash/Mitchell Luo

Após cinco edições para mulheres, a última iniciativa do ano ocorre em 17 de novembro. O encontro terá convidadas para diálogos sobre temas relevantes na experiência das mulheres pretas em ambientes corporativos. O acesso é gratuito neste link e o conteúdo ficará disponível sob demanda após a reunião.

A abertura terá Bibiana Leite, diretora de Parcerias de Conteúdo no YouTube para América Latina e Canadá. "Minha família me ensinou desde sempre que as pessoas podem tirar tudo de mim, mas não a minha educação e o meu conhecimento", diz Bibiana.

Segundo ela, o objetivo do Cresça com o Google é fazer que mais mulheres e meninas pretas possam seguir investindo em si mesmas. “Assim, poderão romper barreiras, fortalecer a autoestima, ganhar confiança e trilhar o caminho profissional que desejam."

Agenda do encontro

Ana Minuto conduzirá a primeira apresentação. Ela é a primeira coach negra a desenvolver uma metodologia que atende as especificidades de afrodescendentes e afroempreendedores. Ela vai tratar da Síndrome da Impostora, um tema importante e urgente no ambiente profissional.

Já a segunda agenda do dia será com Caroline Moreira, diretora e criadora da startup Negras Plurais, facilitadora afrolab da Feira Preta e gerente de projeto dos Canais Pretos do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Organização das Nações Unidas (ONU). O tema será "Autoestima da Mulher Preta", para falar sobre como valorizar pontos fortes, identidade, características particulares e autoconfiança.

Imagem: Reprodução/Envato/Prostock-studio

Dany Carvalho, que atua há 10 anos em iniciativas de fomento à inovação e ao empreendedorismo tecnológico no Brasil, vai falar sobre como melhorar a própria apresentação. Para isso, vai destacar os pontos fortes para um posicionamento mais eficaz.

A especialista em inovação e transformação digital Amanda Graciano vai discutir a geração de conteúdo como forma autêntica para chegar às pessoas. Entre os tópicos da conversa "Criatividade, criação de conteúdo e relevância na sua carreira" estão a concepção de produtos de relevância para as trajetórias pessoal e profissional.

Karen Santos, CEO e fundadora da UX para Minas Pretas, vai tratar de um tabu antigo: o lugar da mulher na tecnologia. Serão destacados os principais desafios da carreira, o protagonismo das mulheres pretas no segmento e a construção de imagem no mercado de trabalho e em projetos individuais.

Quem fecha as apresentações é Dilma Campos, facilitadora do Google Women Will — Cresça com o Google. Ela vai discutir a organização e a administração dos papéis da mulher preta enquanto destaca o reflexo dos espaços de atuação cotidianos, da própria casa ao mercado de trabalho.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.