Publicidade

Volvo XC90 | Por que comprar o SUV híbrido de sete lugares?

Por| Editado por Jones Oliveira | 29 de Janeiro de 2024 às 09h30

Link copiado!

Felipe Ribeiro/Canaltech
Felipe Ribeiro/Canaltech

O Volvo XC90 chegou ao Brasil em 2015 com a missão de encarar rivais de peso por aqui, como o BMW X5, uma das maiores referências quando pensamos em SUVs grandes. 

Uma das poucas opções de sete lugares no segmento premium, o XC90 passou por várias atualizações, com inclusão de equipamentos, novos motores e, claro, a introdução de modelos híbridos, hoje a única opção de powertrain possível para esse carro.

Canaltech passou um período com o Volvo XC90 Ultimate Dark, a versão mais completa do SUV híbrido de sete lugares, e vai te contar os principais motivos para você comprar um.

Continua após a publicidade

5. Acabamento

Já tive a oportunidade de testar todos os carros da Volvo à venda no Brasil e nenhum tem o nível de acabamento do Volvo XC90. Os demais modelos da montadora sueca também são luxuosos, mas aqui o requinte chega a outro nível.

Há a mescla de materiais macios no toque em toda a cabine, com a mistura de cores e texturas. O uso do aço escovado é bem pensado e não tem exageros, além de alguns pontos em que o couro conversa bem com o black piano. 

Continua após a publicidade

O grande destaque, porém, fica por conta da manopla de câmbio, que é feita com cristal verdadeiro da Orrefors Sweden.

4. Conectividade e infotenimento

Desde a última grande atualização de conteúdo no ano passado o Volvo XC90 ganhou o sistema operacional Google Bulit In, ou Android Automotive. E, claro, assim como destacamos em outros modelos da empresa, sempre é um ótimo motivo para você comprar qualquer que seja o carro com esse recurso.

Continua após a publicidade

Com o Android Automotive, o Volvo XC90 dispensa o uso do celular, pois permite que você faça o seu login e deixe o Google Maps com seus trajetos salvos, por exemplo. Além disso, podemos baixar o Spotify nativamente e ouvir música com nossas playlists já salvas, graças, também, ao ótimo 4G nativo presente na central multimídia.

Tudo isso funciona em conjunto com um espetacular sistema de som da Bowers & Wilkins, que é um verdadeiro espetáculo e o melhor que já avaliamos aqui no Canaltech. São 1.410W de potência, espalhados por 25 alto-falantes, que proporcionam uma experiência realmente impressionante.

3. Powertrain e desempenho

Continua após a publicidade

O conjunto mecânico do Volvo XC90 é o mesmo que testamos no XC60 Polestar e, mesmo sendo um carro maior e mais pesado, a diferença de comportamento é mínima. O SUV de sete lugares vem com um motor 2.0 turbo de 317cv e 40,8 kgf/m, aliado a um propulsor 100% elétrico de 145cv e 31,5 kgf/m de torque. Na soma, a Volvo indica que esse powertrain híbrido plug-in entrega 462cv e 72,3 kgf/m de torque.

Na prática, as acelerações do Volvo XC90 quando os dois motores estão disponíveis é muito forte, já que a força do motor elétrico ajuda nessa arrancada inicial. O uso na estrada, por exemplo, é extremamente seguro e confiável, já que ultrapassagens são feitas sem dificuldade. No convívio urbano, tudo pode ser bem pacato, já que é possível utilizar o SUV somente com o motor elétrico, e isso é mais do que suficiente.

O 0 a 100 km/h, segundo a Volvo, é de 5,3s. Considerando que o Volvo XC90 pesa 2.354kg, é um feito e tanto.

Continua após a publicidade

2. Autonomia

A bateria do Volvo XC90 tem 18,8 kWh de capacidade. Isso, segundo a Volvo, lhe permite uma autonomia de 71km no modo 100% elétrico quando pensamos no ciclo WLTP (50km no Inmetro). No nosso uso, conseguimos rodar 65km somente com o motor zero emissão, algo que consideramos muito positivo, já que, para quem tiver como carregar o carro todos os dias, a utilização de gasolina é praticamente inexistente.

1. Espaço interno

Continua após a publicidade

Por que comprar um Volvo XC90 e não um XC60? O principal argumento está no espaço interno, proporcionado pelas medidas colossais desse SUV sueco. Aqui, temos 4,95m de comprimento, 2,98m de entre-eixos, 1,92m de largura e 1,76m de altura. Tudo isso proporciona não apenas um conforto absurdo dentro do SUV, mas também permitiu que ele fosse um carro de sete lugares.

Quando formatado nessa configuração, mesmo quem se senta na última fileira tem muito conforto e ainda sobra espaço para a bagagem. Segundo a Volvo, são 316 litros de bagageiro com os sete lugares dispostos, isso é mais do que muitos carros compactos oferecem. 

Ainda é possível negociar o espaço da segunda fileira com um trilho adaptativo, tornando a viagem muito gostosa em qualquer que seja o assento.