Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Volvo convoca recall de 70 mil unidades do EX30 por falha em software

Por| Editado por Jones Oliveira | 11 de Junho de 2024 às 09h30

Link copiado!

Divulgação/Volvo
Divulgação/Volvo

O Volvo EX30, SUV “popular” da montadora sueca, foi lançado no mercado europeu em junho de 2023, mas apenas no fim do último mês de maio começou a ser entregue aos clientes que o arremataram durante os 5 dias de pré-venda no Brasil. Agora, depois de tanta espera, não apenas os clientes do Brasil, mas de todo o mundo terão de ficar novamente sem o carro.

A Volvo Brasil confirmou, em comunicado oficial, que todas as unidades produzidas entre 4 de setembro de 2023 e 16 de abril de 2024, já comercializadas ou não, terão de passar por um recall. Isso significa que 71.956 unidades do SUV elétrico precisarão parar para efetuar o reparo.

“A Volvo Car Brasil Importação e Comércio de Veículos Ltda. convoca os proprietários dos veículos da marca Volvo, modelo EX30, Ano/Modelo 2024, acima referidos, a, de forma remota ou mediante comparecimento a uma Concessionária Volvo, realizarem a atualização do sistema de gerenciamento do visor central dos veículos envolvidos, de forma gratuita”.
Continua após a publicidade

O início do atendimento será imediato aos clientes que optarem por realizar o serviço de forma remota, ou seja, pelo sistema OTA (over the air). As concessionárias também já estão prontas para receber os SUVs, mas mediante agendamento prévio.

Qual defeito gerou recall do Volvo EX30?

Segundo o documento oficial da Volvo Brasil, o defeito que gerou o recall em mais de 70 mil unidades do EX30 foi na programação do software do sistema de gerenciamento do visor dos carros.

“Os carros podem entrar em diferentes modos de teste, exibindo telas nas cores vermelho, azul, verde ou multicolorida, deixando de exibir informações relativas à velocidade e autonomia, o que pode resultar em redução de segurança na condução do veículo”.

A Volvo alertou ainda que, em caso de erro, “não haverá mensagem de falha”, e que o principal perigo do problema no software está no fato de o condutor ficar sem acesso às informações de velocidade ou autonomia, pontos que podem reduzir a segurança.

Vale lembrar que esse não é o primeiro problema de software que o EX30 acusa. Em fevereiro, mês em que a marca se preparava para iniciar as entregas do SUV elétrico, a Volvo teve que alterar o planejamento por “um problema inesperado encontrado na versão 1.2 do software”. Agora, pouco depois de o carro estrear na lista dos 10 elétricos mais vendidos do Brasil, um novo problema vem à tona.

Continua após a publicidade