Toyota lança 12ª geração do Corolla com a primeira versão híbrida flex do mundo

Por Felipe Ribeiro | 03 de Setembro de 2019 às 19h57
Felipe Ribeiro/ Canaltech
Tudo sobre

Toyota

Saiba tudo sobre Toyota

Ver mais

Durante evento realizado no Guarujá/SP nesta terça-feira (3), a Toyota apresentou a 12ª geração de seu principal produto: o Corolla. Com muitas inovações tecnológicas, o sedã médio, que é o carro mais vendido do mundo, eleva seu próprio patamar oferencendo itens como controle adaptativo de velocidade, sistema de permanência em faixa, nova motorização com variação de injeção e a principal novidade: uma versão híbrida flex, a primeira do mundo. Com isso, o sedã se torna o veículo mais eficiente e "limpo" dessa categoria.

O Novo Corolla conta com duas opções de motores: 2.0L Dynamic Force Flex de 177cv com 21,4 kgf/m de torque, transmissão Direct Shift de 10 marchas e injeção direta; e o inédito sistema híbrido que combina três motores, dois elétricos e um a combustão flexfuel, que faz dele o carro movido a etanol mais eficiente do Brasil e de todo o mundo.

Para esse lançamento, a Toyota do Brasil investiu R$ 1 bilhão em sua unidade fabril de Indaiatuba (SP), que já produziu mais de 1 milhão de Corollas desde que foi inaugurada em 1998. A partir de agora, a fábrica está apta a produzir o modelo que chega em uma nova plataforma GA-C, baseada na filosofia TNGA. Além disso, a unidade fabril de motores de Porto Feliz (SP) também passa a produzir o novo motor flex 2.0L Dynamic Force, a partir de um investimento de R$ 600 milhões.

Imagem: Toyota do Brasil

Itens tecnológicos

Nenhum proprietário da 12ª geração do Corolla poderá reclamar da quantidade de equipamentos. Desde a versão de entrada, a GLi, o veículo conta com ar-condicionado manual com filtro antipólen e ar quente, banco do motorista com regulagem para seis ajustes — altura, distância e inclinação — (também disponível na versão Altis híbrida), banco do passageiro dianteiro com regulagem manual para quatro ajustes (distância e inclinação), direção eletroassistida progressiva (EPS), computador de bordo com tela TFT de 4,2 polegadas de alta resolução, vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico por um toque e função antiesmagamento e sistema de áudio central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de 8 polegadas, rádio AM/FM, função MP3, entrada USB, Bluetooth, conexão para smartphones e tablets com Android Auto, Apple CarPlay e SDL.

Já entre os itens de segurança, o veículo vem equipado com sete airbags, freios ABS com BAS e EBD, câmera de ré com linhas de distância com projeção na central multimídia, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas no banco traseiro com ancoragem de três pontos, controle de estabilidade (VSC), tração (TRC) e assistente de partida em rampa (HAC), dentre outros.

A versão XEi, considerada intermediária, adiciona os seguintes itens: ar-condicionado automático, controle de velocidade de cruzeiro, modo de seleção de condução Sport, paddle shift, sistema de destravamento das portas por sensores na chave (Smart Entry), sistema de partida por botão (Start Button/Push Start), faróis de neblina dianteiros em LED e espelho retrovisor interno eletrocrômico.

Já a versão Altis 2.0L Dynamic Force adota faróis dianteiros em LED e o exclusivo pacote de segurança ativa Toyota Safety Sense, que inclui Sistema de Alerta de Mudança de Faixa (Lane Departure Alert – LDA), Controle de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo (ACC), Farol Alto Automático (Auto High Beam – AHB), e Assistente de Pré-Colisão (Pre-Crash System – PCS) com alerta sonoro e visual e, se necessário, frenagem automática (comandos podem ser controlados também pelo volante)

Versão Híbrida (e brasileira!)

A versão híbrida do Corolla 2020 é motivo de orgulho para a Toyota do Brasil. O projeto, guardado a sete chaves pela equipe de engenharia, foi todo pensado aqui e, certamente, será levado a outros mercados globalmente, um vez que é o primeiro carro híbrido flex do mundo. Este sistema inédito combina três motores, dois elétricos e um a combustão com tecnologia flex e transmissão hybrid transaxle.

O sistema híbrido da Toyota para o Corolla combina um motor a gasolina de 1.8L VVT-i 16V de ciclo Atkinson flex, com 101 cv de potência a 5.200 giros quando abastecido com etanol, e 98 cv também a 5.200 rpm quando abastecido com gasolina, e 14,5 kgfm de torque a 3.600 rpm (abastecido com etanol ou gasolina). Esse motor funciona em conjunto com dois motores elétricos (MG1 e MG2) de 72 cv de potência e 16,6 kgfm de torque, garantindo aceleração suave e com torque praticamente imediato.

Imagem: Toyota do Brasil

A bateria híbrida de níquel-hidreto metálico, responsável por alimentar o motor elétrico do Corolla, está localizada embaixo do banco traseiro, contribuindo para a redução do centro de gravidade e aprimorando a estabilidade na condução do veículo, sem comprometer o espaço interno para os ocupantes.

A transmissão Hybrid Transaxle funciona através de planetária com engrenagem, praticamente eliminando perdas e atritos. Este tipo de transmissão entrega uma aceleração mais linear, que reduz ou aumenta continuamente as marchas de acordo com a demanda do motor, sem desperdiçar energia, contribuindo para a eficiência de combustível.

O Corolla 2020 possui sistema de freios regenerativos, que acumula a energia cinética gerada pelas frenagens e a transforma em energia elétrica, alimentando a bateria híbrida. Isso garante maior autonomia ao modelo no modo elétrico, também contribuindo para economia de combustível.

Sobre esse tema, que é um dos mais importantes quando falamos de carros híbridos, segundo o Inmetro, o Corolla híbrido é capaz de rodar 14,5 km/l na estrada e 16,3 km/l na cidade quando abastecido com gasolina. Com etanol, o modelo roda 9,9 km/l na estrada e 10,9 km/l na cidade. Além disso, ele é o carro movido a etanol mais eficiente do Brasil, com 1,38 MJ/km. Vale lembrar, no entanto, que o Inmetro não faz a medição da condução quando usamos a regeneração da bateria. Como exemplo, citamos o outro híbrido da montadora japonesa, o Prius, que testamos aqui no Canaltech. Com ele, chegamos a fazer, em média, 21km/l em circuito misto.

Imagem: Toyota do Brasil

Em termos de equipamentos, a versão híbrida traz o mesmo pacote apresentado no Altis 2.0L Dynamic Force, que citamos acima, mas com a inclusão de um painel de instrumentos com tela TFT de 7 polegadas digital e colorida com computador de bordo como opcional. O Corolla híbrido não conta com o paddle shift no volante.

Preços e disponibilidade

Todas as versões do Corolla 2020 estarão disponíveis já no mês de setembro em todo o Brasil a partir de R$ 99.990. Confia abaixo as versões e valores:

  • Toyota Corolla 2020 GLi 2.0L Dynamic Force Flex: R$ 99.990
  • Toyota Corolla 2020 XEi 2.0L Dynamic Force Flex: R$ 110.990
  • Toyota Corolla 2020 Altis 2.0L Dynamic Force Flex: R$ 124.990
  • Toyota Corolla 2020 Altis Híbrido Flex: R$ 124.990

Mas e na estrada?

O Canaltech vai experimentar todas as versões disponíveis do Corolla 2020 e contará as primeiras impressões no próximo dia 5 de setembro. Fiquem ligados!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.