Tesla aposta no Tesla Vision e descarta usar radares no Model 3 e Y

Tesla aposta no Tesla Vision e descarta usar radares no Model 3 e Y

Por Felipe Ribeiro | Editado por Claudio Yuge | 27 de Maio de 2021 às 13h00
Divulgação/Tesla

A Tesla anunciou que não vai mais equipar seus carros Model 3 e Model Y com sensores e radares. Agora, dois dos modelos mais famosos e populares da montadora serão sempre fabricados com o Tesla Vision, um conjunto de câmeras com tecnologia proprietária da marca que atuam em conjunto com softwares e machine learning. A medida é válida apenas para a América do Norte.

Com a retirada desses sensores, algumas funções dos modelos, como o piloto automático adaptativo e o sistema de conversão de faixas, ficarão de fora dos automóveis até que a Tesla lance uma atualização over the air para o pacote Tesla Vision. A aposta da marca é que, com esse sistema, sua ferramenta de direção autônoma Full Self-Driving possa evoluir cada vez mais, já que o recurso utiliza inteligência artificial e machine learning para o controle da direção.

Essa mudança vai ao encontro das ideias de Elon Musk, que pretende fazer com que toda a linha de carros da Tesla seja equipada com o Full Self-Driving e, consequentemente, o Tesla Vision. Esse pacote de câmeras, aliás, sai pela bagatela de US$ 10 mil.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Tesla

A empresa detalhou a transição em uma atualização em seu site, observando que a mudança começou neste mês de maio e que está, como citamos, restrita a usuários da América do Norte. Ainda não há previsão para que essas mudanças ocorram nos Model 3 e Y na Europa e na China. Os demais modelos da marca seguem equipados com os radares físicos.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.