Renault prepara "cidade" na França para fabricar seus carros elétricos

Renault prepara "cidade" na França para fabricar seus carros elétricos

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 29 de Junho de 2021 às 16h00
Divulgação/ Renault

A Renault vai investir ainda mais em carros elétricos. Uma das precursoras deste mercado, a montadora francesa trabalha em uma megafábrica em Douai, no norte da França, que irá aumentar exponencialmente sua produção de veículos zero emissão. Para tal, algumas parcerias importantes foram fechadas e tornaram o negócio ainda mais promissor.

Segundo a Reuters, duas grandes empresas farão parte do projeto ElectriCity, nome da fábrica da Renault. A chinesa Envision entrou com um aporte de US$ 2,4 bilhões e será responsável por ajudar no desenvolvimento e criação dos carros dentro da planta, enquanto a startup francesa Vektor ficará responsável pela criação de baterias de alta capacidade e autonomia.

"A combinação dessas duas parcerias com a Renault ElectriCity criará quase 4.500 empregos diretos na França até 2030, enquanto desenvolve um ecossistema robusto de fabricação de baterias no coração da Europa", disse o comunicado oficial enviado à imprensa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Renault Zoe foi o carro elétrico mais vendido da Europa em 2020/ Imagem: Renault

Os modelos que devem ser produzidos por lá inicialmente são os novos Renault Megane elétrico e os vindouros Renault 4 e 5, que devem dar um bom upgrade na linha de elétricos da marca, hoje concentrada apenas no Renault Zoe, que foi o carro elétrico mais vendido da Europa em 2020. A meta é que sejam produzidos 400 mil automóveis por ano dentro da ElectriCity assim que ela estiver em sua capacidade máxima.

No Brasil, a Renault segue com as vendas do Renault Zoe, que chegou em sua segunda geração por aqui e recebeu importantes melhorias.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.