Preview Caoa Chery Tiggo 7 Pro | O Compass que se cuide

Preview Caoa Chery Tiggo 7 Pro | O Compass que se cuide

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 16 de Dezembro de 2021 às 09h00
Paulo Amaral/Canaltech

Os executivos da Caoa Chery prometeram, logo na apresentação do Tiggo 7 Pro, novo SUV da marca, que o objetivo do lançamento era tomar o lugar do Jeep Compass no mercado. E a primeira volta a bordo do carro sino-brasileiro mostrou que eles não estavam para brincadeira.

A reportagem do Canaltech conduziu o Tiggo 7 Pro do Hotel Hilton, no Morumbi, até Itu, em um test-drive de aproximadamente 115 quilômetros. E a primeira impressão é que o lançamento da Caoa realmente une conforto, muita tecnologia e desempenho em um produto que chegará para fazer barulho no mercado.

Pontos fortes do Tiggo 7 Pro

Reportagem do Canaltech fez um bate volta São Paulo/Itu a bordo do Tiggo 7 Pro (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

A missão de chegar a Itu conduzindo o Tiggo 7 Pro foi bastante prazerosa. A reportagem conseguiu testar várias funcionalidades do pacote de segurança ativo do carro, como o monitor de ponto cego, que aparece tanto no espelho retrovisor quanto no cluster, o acionamento da câmera no momento da troca de faixa e até o auxílio na hora de estacionar o carro em vagas apertadas — muito útil na parada antes da chegada ao destino final.

O novo motor 1.6 Turbo GDI de 4 cilindros e 187 cavalos também tornou a missão mais tranquila, pois foi capaz de dar ao SUV uma condução rápida, segura e com retomadas sem esforço nas ultrapassagens.

A boa localização e a rapidez nos comandos da central multimídia também merecem destaque. Ao conduzir o Tiggo 7 Pro, não foi necessário desviar o olhar da estrada para conferir se o caminho traçado no Maps estava correto. Ao tirar o mapa da tela para conferir outras funções, o retorno para a posição anterior também foi praticamente imediato, facilitando a leitura e impedindo sustos.

Pontos fracos do Tiggo 7 Pro

O SUV da Caoa Chery, como já dissemos, tem potencial para incomodar não apenas o Jeep Compass, um dos SUVs mais vendidos do mercado brasileiro em novembro de 2021, mas também outros rivais de peso como Volkswagen Taos e Toyota Corolla Cross. Mas nem tudo são flores.

O consumo de combustível do SUV não foi deixado praticamente de lado durante a apresentação do produto por um mero acaso. Embora os executivos da marca tenham afirmado que o Tiggo 7 Pro aferiu 11,7 km/l na estrada nos testes PEBV do Inmetro, a reportagem constatou que o consumo médio, no bate-volta entre São Paulo e Itu, ficou nos 10 km/l.

Em tempos de gasolina cara, esse é um ponto a ser considerado, mas talvez não o suficiente para denegrir a boa imagem passada pelo Caoa Chery Tiggo 7 Pro em seu primeiro contato com a reportagem do Canaltech.

Vale ressaltar, ainda, que a aferição foi feita com a condução no modo “Sport”, que normalmente é mais gastona do que a “Eco”. Quem sabe em 2022, ao passarmos mais tempo com o SUV, possamos tirar essa pequena “mancha” no currículo e carimbar o Tiggo 7 Pro como um SUV praticamente perfeito para o mercado brasileiro.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.