Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Por que carro alemão é sinônimo de carro resistente?

Por| Editado por Jones Oliveira | 12 de Agosto de 2023 às 10h30

Link copiado!

Divulgação/ Volkswagen
Divulgação/ Volkswagen

A Alemanha não é famosa apenas por suas cervejas maravilhosas, castelos incríveis e qualidade de vida dos sonhos. A principal economia da União Europeia também é conhecida por seus carros e marcas de automóveis, que, historicamente, estão no imaginário do entusiasta e fazem parte da vida de muitas pessoas pelo mundo.

Diferentemente do que aconteceu com os carros franceses aqui no Brasil, os modelos de origem alemã, principalmente aqueles considerados premium, receberam a alcunha de carros inquebráveis e com enorme durabilidade. O padrão de construção, realmente, é alto, mas a fama pode ser justificada de várias maneiras.

Continua após a publicidade

Quais são as principais marcas de carro da Alemanha?

Os carros alemães são desejados no Brasil e no mundo. Veja quais são as principais marcas de carros da Alemanha:

Por que os carros alemães são considerados mais resistentes?

Continua após a publicidade

A Alemanha é conhecida por ser um país com alto nível de poder industrial e com os mais altos padrões de qualidade. Em geral, marcas generalistas como a Volkswagen, que produzem carros de volume, são mais conhecidas e estão com maior preseça nas ruas, principalmente no Brasil.

Por aqui, a fama da Volks sempre foi de durabilidade e fácil manutenção, pelo menos com carros mais clássicos como Fusca e Kombi. Muito disso devido a seus motores simples e de funcionamento pragmático, com tecnologias conservadoras e performance mais do que justa para as suas épocas.

Mas a fama dos carros alemães está mais ligada aos modelos premium do que propriamente aos populares. O motivo, claro, está no alto padrão de construção desses carros.

Continua após a publicidade

Poucas modificações fazem a diferença

Carros de marcas como BMW e Mercedes-Benz, por exemplo, são considerados de alto padrão, conhecidos como carros de luxo ou premium. Os motivos vão além do nível de equipamento ou de acabamento e passam muito pelo modo como esses carros são pensados e feitos.

Aqui, a economia com fornecedores é bem menor e são utilizadas peças de maior qualidade e nível de refinamento e durabilidade. Isso, claro, reflete nos custos, mas torna o processo muito mais controlado. Não há muitas mudanças de um mercado para o outro quando avaliamos um Mercedes C300 aqui no Brasil ou na Alemanha, por exemplo.

Continua após a publicidade

Nível de exigência do consumidor também ajuda

A outra ponta da cadeia de produção de um carro é o consumidor e seu papel é fundamental. Se a maioria das pessoas cuidasse bem dos seus carros, certamente não teríamos a má fama de outros produtos. Mas há a responsabilidade das montadoras nesse processo, como aconteceu no Fiat Marea, por exemplo.

No caso dos carros alemães, o consumidor local é um dos mais exigentes do mundo e isso acaba sendo transferido da matriz dessas montadoras para as filiais. É o que chamamos de DNA de marca. Um BMW terá apelo mais esportivo, um Mercedes será mais confortável, e assim vai.

Com os padrões elevados, há uma percepção de confiabilidade que é passada ao mercado, superando até eventuais problemas crônicos que possam acontecer.

Continua após a publicidade