Elon Musk revela que ofereceu Tesla para Apple, mas Tim Cook recusou

Por Felipe Ribeiro | 23 de Dezembro de 2020 às 15h00
JD Lasica / Wikimedia

O CEO da Tesla, Elon Musk, fez uma revelação bombástica nesta semana. O manda-chuva da empresa disse que, em um dado momento da vida de sua companhia de carros elétricos, chegou a oferece-la para a Apple, hoje uma possível concorrente no mercado de automóveis inteligentes e eletrificados.

Segundo Musk, esse episódio aconteceu em um momento conturbado da Tesla, quando, devido a uma alta demanda por seu carro de entrada, o Model 3, a montadora enfrentava dificuldades para produzi-lo. Foi aí que, então, Musk chegou a solicitar uma reunião com Tim Cook para oferecer sua empresa à Apple por um valor 10 vezes menor do que montadora vale hoje. A reunião acabou nem acontecendo — decerto porque Cook já sabia do que se tratava.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Essa revelação de Musk chega em uma hora "oportuna". Conforme já relatamos aqui no Canaltech, a Maçã estaria prestes a lançar um modelo próprio de carro elétrico. A empresa, inclusive, já está comprando componentes para esse projeto, que não chega a ser uma novidade, é verdade, mas que nunca, de fato, teve notícias muito concretas.

No mesmo tuíte sobre essa revelação da tentativa de venda da Tesla, Musk comentou um pouco sobre esses rumores. Um usuário perguntou a ele sobre o uso de baterias de monocell por parte da Apple, e o CEO da Tesla disse que elas são eletroquimicamente impossíveis. Já sobre os compostos de ferro e lítio, o executivo disse que a Tesla já os aplica em sua mega fábrica, na China.

Já imaginou se a Apple tivesse mesmo comprado a Tesla?

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.