Depois de Ford e Mercedes-Benz, Audi suspende fabricação de carros no Brasil

Por Ramon de Souza | 12 de Fevereiro de 2021 às 18h25
Audi
Tudo sobre

Audi

Saiba tudo sobre Audi

Ver mais

Nos últimos meses, o mercado automotivo brasileiro sofreu dois grandes baques: tanto a Mercedes-Benz quanto a Ford decidiram parar de fabricar carros no país, cada uma citando motivos diferentes. Pois bem — nesta última quinta-feira (11), foi a vez da Audi assustar seus consumidores nacionais ao anunciar uma paralisação de suas fábricas tupiniquins. Os modelos não serão mais montados localmente por tempo indeterminado.

É importante ressaltar que, diferente da concorrente alemã e da companhia norte-americana, a Audi não anunciou sua saída definitiva do Brasil, mas apenas um período de “férias” enquanto aguarda o pagamento de créditos devidos de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) do programa Inovar-Auto. Segundo a marca, o governo deve o governo deve R$ 289 milhões prometidos para Audi, Mercedes e BMW.

“Boa parte dessa decisão passa pela definição do que irá ocorrer com os créditos de IPI acumulados durante os anos de Inovar-Auto e que não foram integralmente devolvidos”, explicou a montadora ao Autoesporte, garantindo que fez “todos os estudos necessários para trazer um novo modelo para a nossa linha de produção”. Ou seja: dependendo da resolução, teremos um novo modelo na fábrica de São José dos Pinhais (PR).

Esta não é a primeira vez que a Audi paralisa suas atividades no país — em 2006, ela também abandonou a montagem local da primeira geração do hatch A3, que era fabricado na mesma planta compartilhada com a Volkswagen. Foi só em 2016 que ela retornou para produzir o A3 Sedan e o SUV de entrada Q3 — cuja mais recente geração voltou a ser exclusivamente importada.

Fonte: Autoesporte

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.