Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 motivos para não comprar o Citroën C3 Aircross

Por| Editado por Jones Oliveira | 24 de Abril de 2024 às 08h30

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech

Mais novo SUV compacto do Brasil, o Citroën C3 Aircross tem bons atributos e é bastante atraente para quem busca um carro novo com boa dirigibilidade, amplo espaço interno, preço atraente e outros motivos que justificam sua compra.

Mas nenhum produto é perfeito e há alguns pontos de atenção que precisam ser levados em consideração na hora da compra.

Por isso, o Canaltech listou 5 características do Citroën C3 Aircross que não agradaram tanto assim.

Continua após a publicidade

5 motivos para não comprar o Citroën C3 Aircross

Como de costume, tenho que pontuar que a lista com 5 motivos para não comprar o Citroën C3 Aircross é formada por pontos que não são defeitos, mas que certamente podem ser melhorados, principalmente ao compará-los com o que é oferecido por modelos rivais.

Com isso em mente, vamos aos 5 motivos que podem fazer você não comprar o Citroën C3 Aircross.

5. Itens de segurança

O pacote voltado para a segurança no Citroën C3 Aircross é decepcionante. A marca não parece ter dedicado muita atenção a esse assunto ao configurar o SUV compacto, e isso pode acabar pesando contra na hora de o consumidor decidir o que levar para casa.

O Citroën C3 Aircross tem apenas 4 airbags, e não 6, como boa parte dos rivais. Além disso, o SUV francês não conta, nem mesmo na versão mais equipada, como a que testamos, com itens do sistema ADAS, como frenagem autônoma, assistência de permanência em faixa, acendimento automático do farol ou sensor de chuva.

Continua após a publicidade

4. Equipamentos e acessórios

Não foi apenas o pacote de segurança que aparentemente não recebeu a atenção ideal da marca, algo que um consumidor que procura por um SUV espera. A lista de equipamentos e acessórios do C3 Aircross, embora ofereça alguns itens interessantes, como carregador por indução de smartphone, no geral deixa a desejar.

O modelo francês não tem em suas configurações ar-condicionado digital (algo que até versões antigas do C3 hatch ofereciam), freio de estacionamento eletrônico ou partida por botão. Aliás, além de não ter partida por botão, o Aircross não oferece sequer chaves do tipo canivete. Uma pena.

Continua após a publicidade

3. Ergonomia

Apesar de contar com uma posição alta para dirigir, algo mandatório em um SUV, independentemente da categoria em que se encaixe, a ergonomia para o motorista a bordo do Citroën C3 Aircross poderia ser melhor.

O principal problema, principalmente para motoristas com estatura mais elevada, como é o meu caso, está no fato de o SUV compacto não ter volante com ajuste de profundidade. Ele conta com o acerto de altura, mas não poder acertar a distância correta para os braços acaba tornando a experiência um pouco menos agradável do que poderia ser. Um ponto que pode ser facilmente corrigido pela marca na próxima linha, não é?

Continua após a publicidade

2. Acabamento

O Citroën C3 Aircross é um SUV e, portanto, faz parte de um segmento que, em teoria, custa mais e tem mais a oferecer do que um hatch, já que mira em um público com poder aquisitivo maior.

O problema no caso do modelo francês é que ele acabou herdando muito do interior do C3 normal, e essa simplicidade no acabamento interno pode desagradar aos clientes que querem comprar um carro que tenha, por exemplo, acabamento com materiais macios ao toque. O ponto positivo desse quesito, e que não dá pra negar, é que a cabine do Aircross é muito bonita, principalmente pela cor diferenciada aplicada nos painéis.

Continua após a publicidade

1. Resolução da multimídia

Vamos fechar a lista dos 5 motivos que podem fazer com que o cliente decida não comprar o Citroën C3 Aircross com outro ponto que pode depender do gosto pessoal, mas que, na minha visão, deixou a desejar: a central multimídia, que ao menos é compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Apesar de ter um tamanho interessante (10 polegadas), o acessório parece ter sido adaptado ao painel, e não projetado especialmente para o lugar em que foi encaixado. O principal ponto negativo, porém, está na resolução, que apresenta uma qualidade bem inferior à esperada por um consumidor de SUVs.

Continua após a publicidade

Sempre é importante reforçar que a lista com os 5 motivos para não comprar o Citroën C3 Aircross foi desenvolvida com base nas minhas impressões ao passar um tempo de posse do SUV compacto, mas ela não tem qualquer intenção de influenciar, positiva ou negativamente, quem quer que seja. A ideia é colocar as cartas na mesa, mas a decisão final é sempre sua, caro canaltecher.