Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 motivos para NÃO comprar o Pulse Abarth

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Julho de 2023 às 15h00

Link copiado!

Felipe Ribeiro/ Canaltech
Felipe Ribeiro/ Canaltech

Lançado ao final do ano passado, o Pulse Abarth em nada tem a ver com o Fiat Pulse convencional, independentemente da motorização. O SUV envenenado é, sim, um esportivo verdadeiro e é, sem dúvidas, um carro dos mais legais de dirigir e com preço atraente pelo que oferece.

Mesmo com todos os seus predicados, como o ótimo desempenho, dirigibilidade e tecnologia embarcada, há alguns pontos negativos que precisam ser destacados ou relembrados. Afinal, estamos falando de um Pulse.

Confira abaixo os cinco pontos negativos do Pulse Abarth.

Continua após a publicidade

Qual é o público-alvo do Pulse Abarth?

O Pulse Abarth é a versão esportiva do Fiat Pulse. Esse modelo recebeu ajustes para ser mais voltado ao desempenho, com dirigibilidade mais apurada, ideal para quem gosta de se aventurar nas pistas no famosos "track days".

5. Sem freios a disco na traseira

O Pulse Abarth recebeu muitas modificações para melhoria de desempenho e dirigibilidade quando comparamos com as versões "civis" do SUV. Mas, uma das coisas que sentimos falta no modelo foram os freios a disco nas rodas traseiras. Por mais eficientes que sejam os discos dianteiros, os tambores — que funcionam bem — demoram mais para resfriar e isso pode comprometer o carro em determinadas situações.

4. Poderia ter o ACC e seis airbags

O ACC ou piloto automático adaptativo poderia fazer parte do pacote ADAS do Pulse, pelo menos na versão Abarth. O aspecto mais completo e tecnológico desse modelo seria ainda mais evidente e poderia fazer com que clientes de outros SUVs se interessassem por ele.

Além disso, um projeto dessa magnitude deveria ter seis airbags de série e vem com apenas quatro bolsas. Um pecado.

Continua após a publicidade

3. Porta-malas

Assim como acontece nos demais Pulse, o porta-malas de 320 litros não é dos mais espaçosos. Caso você faça questão de ter praticamente o mesmo desempenho e condução, mas não abre mão do bagageiro, espere pela versão Abarth do Fastback. Não a Limited, mas sim a verdadeira Abarth, que chega até o final do ano.

Continua após a publicidade

2. Espaço interno

Do mesmo modo que os outros Pulse receberam críticas em relação ao seu espaço interno, teremos que relembrar que ele não muda nada na versão Abarth. O entre-eixos de 2,53m (o mesmo de Argo e Cronos) não faz milagres e pessoas com mais de 1,80m podem achar a fileira traseira um pouco apertada.

1.Consumo

Continua após a publicidade

O cliente do Pulse Abarth não está nem um pouco preocupado com o consumo, mas é nosso dever relatar para os mais desavisados: não é dos melhores. Em nossos testes, sempre com gasolina, o SUV fez médias de 7,5 km/l na cidade e 12 km/l na estrada.

O excelente desempenho e todo o remapeamento do câmbio e motor tiveram essa penalidade um pouco desagradável. Eu, particularmente, ignoraria esse problema, mas outros consumidores não. Se você quer um Pulse que ande bem e seja bem econômico, as opções são as variantes com motor 1.0 turbo.