Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 motivos para COMPRAR o Pulse Abarth

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Julho de 2023 às 15h00

Link copiado!

Felipe Ribeiro/ Canaltech
Felipe Ribeiro/ Canaltech

Lançado no final do ano passado, o Pulse Abarth é bem diferente de suas versões convencionais. Preparado de fábrica pela divisão esportiva da Fiat, o SUV compacto entrega tudo aquilo que promete em termos de desempenho e dirigibilidade, graças, muito, à tecnologia.

O Canaltech passou um tempo com o Pulse Abarth no uso diário e vai te contar os principais pontos positivos do SUV compacto mais rápido do Brasil.

Qual é o público-alvo do Pulse Abarth?

Continua após a publicidade

O Pulse Abarth é a versão esportiva do Fiat Pulse. Esse modelo recebeu ajustes para ser mais voltado ao desempenho, com dirigibilidade mais apurada, ideal para quem gosta de se aventurar nas pistas no famosos "track days".

5. Design

O Pulse em suas versões tradicionais já é um carro que agrada no aspecto visual, mas o Pulse Abarth conseguiu elevar seu patamar e passou não apenas esportividade, mas também agressividade e jovialidade.

A dianteira é a mesma do Fiat Fastback, com entradas de ar funcionais e conjunto óptico todo em LED. As rodas são de 18 polegadas, mas com desenho exclusivo e perfil de pneu mais fino, o que também ajuda a dar um aspecto mais interessante para o modelo.

Na traseira, praticamente tudo segue o mesmo, com exceção ao maravilhoso escapamento duplo e o nome "Abarth" em vez do Fiat que conhecemos.

Os adesivos, aliás, são de bom gosto e ajudam a complementar a proposta do SUV envenenado.

4. Conectividade e Tecnologia

Continua após a publicidade

A proposta do Pulse Abarth é de ser um carro para a diversão, mas a Fiat não abriu mão de rechear esse modelo com um belo conjunto de tecnologia e conectividade.

O pacote ADAS vem de série e agrega alerta de colisão frontal, frenagem automática de emergência, alerta de saída de faixa com correção, detector de fadiga e comutador automático de farol alto.

Além disso, o módulo Fiat Connnect Me também pode ser incluso e entrega conexão 4G nativa, pareamento com app de celular para comandos remotos do veículo, recuperação pós-roubo, função de perimetragem e muitos outros itens.
Isso sem falar na ótima central multimídia de 10,25 polegadas, equipada com uma tela de excelente resolução, espelhamento de celulares sem fio e interface das mais fáceis e completas do mercado.

Continua após a publicidade

3. Preço

É bem difícil elogiarmos os preços dos carros, mas o Pulse Abarth, com tudo o que tem à disposição, até que cobra um bom valor. Na data de edição desta lista, o SUV esportivo sai por R$ 149.990. Com esse valor, quase nenhum 0km no mercado anda tanto quanto esse carrinho envenenado.

2. Tecnologia a serviço da dirigibilidade

Continua após a publicidade

A Abarth fez muitas modificações no Pulse para torná-lo o carro que é. Trocou suspensão, modificou amortecedores, remapeou motor e câmbio e tornou esse carro ainda mais legal de dirigir em comparação com os modelos 1.0 turbo e 1.3.

Na pista, as curvas são mais dianteiras, mas feitas com absoluta segurança e sem perda de desempenho. Já na cidade, é possível ter um convívio amigável com o Pulse Abarth, já que, mesmo voltada para a performance, a suspensão também absorve bem os impactos de nossas ruas esburacadas.

Para fazer esse SUV ter pimenta e bom senso, a tecnologia e a engenharia da Abarth trabalharam bem demais.

Continua após a publicidade

1. Desempenho

O conhecido motor 1.3 turbo de 185cv e 27,5 kgf/m por si já tornaria o Pulse um foguete, mas, novamente temos uma mãozinha da tecnologia e da engenharia para fazer esse propulsor entregar ainda mais.

O remapeamento do motor e do câmbio automático de seis marchas tornaram o Pulse Abarth o SUV compacto mais rápido do Brasil. O 0 a 100 km/h é feito em apenas 7,3s.

Além disso, as modificações feitas no exaustor trouxeram um ronco maravilhoso de carro esportivo, até com os tão desejados "estalos" que o seu vizinho vai adorar ouvir.

Continua após a publicidade

O consumo, por sua vez, não é ruim. Na estrada, chegamos a marcar 15 km/l, enquanto na cidade fizemos algo na casa dos 9 km/l, sempre com gasolina.