Publicidade

Spotify remove discos de Roberto Carlos e John Lennon e revolta fãs

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Janeiro de 2024 às 12h12

Link copiado!

Alexander Shatov/Unsplash
Alexander Shatov/Unsplash
Tudo sobre Spotify

Djavan, John Lennon, Roberto Carlos, Gal Costa e Maria Bethânia têm algo em comum: discos completos desses artistas foram removidos do catálogo do Spotify no último fim de semana. A mudança trouxe dezenas de reclamações nas redes sociais, especialmente por ocorrer de maneira repentina, sem um anúncio prévio do streaming de músicas.

No domingo (28), diversos fãs dos artistas foram a plataformas como o X (antigo Twitter) para apontar a novidade desagradável. Apesar de alguns tuítes em inglês, as remoções de faixas e álbuns parecem afetar apenas o Brasil.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Para tentar responder a grande quantidade de perguntas da comunidade que usa o Spotify, o Canaltech entrou em contato com a plataforma, mas não obteve resposta até este texto ir ao ar. Assim que houver uma resposta, a informação será atualizada no texto. Enquanto isso, resta aos fãs reclamarem sobre a falta que as músicas desses artistas icônicos vão fazer.

Por outro lado, há quem use essa situação para destacar a importância da mídia física, como discos de vinil e CDs. Com esses produtos, o ouvinte pode continuar a curtir suas faixas favoritas sem se preocupar com a perda repentina do acesso.

Não é a primeira que o Spotify remove conteúdo

Continua após a publicidade

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o Spotify decide retirar faixas e discos de sua plataforma. Em 2022, por exemplo, a plataforma removeu mais de 100 episódios do podcast The Joe Rogan Experience porque o programa foi acusado de servir como espaço para conversas negacionistas a respeito da pandemia.

No mesmo ano, todo o catálogo de canções do artista Neil Young deixou o Spotify após o músico mostrar insatisfações com a presença de conteúdo negacionista no serviço de streaming. Curiosamente, o principal alvo do cantor canadense de folk e rock foi o próprio Joe Rogan e seu podcast.