Instagram testa criação de posts em colaboração com outros perfis

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 21 de Julho de 2021 às 13h40
Gabrielle Henderson/Unsplash

Embora não seja uma palavra tão conhecida da massa, Collab é um conceito recente e bem popular no âmbito das redes sociais. Em geral, ele se refere a quando duas ou mais pessoas (físicas ou jurídicas) se unem para produzir algo novo — como a Anitta e a Lu do Magalu. Para não ficar para trás na onda, o Instagram anunciou que vai disponibilizar uma ferramenta exclusiva para propiciar isso de forma mais simples.

Ao usar o Collab do Insta, o perfil pode convidar outra conta para ser mostrada como colaboradora nas postagens do feed ou nos Reels criados conjuntamente. A parte boa é que o conteúdo será atrelado a ambos  os perfis e, portanto, compartilhado com o grupo de seguidores dos dois.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A ferramenta Collab, do Instagram, vai permitir posts criados por dois perfis (Imagem: Reprodução/Instagram)

Essa pode ser uma estratégia excelente para criadores, já que os conteúdos terão alcance bem maior do que se estivessem atrelados a um único perfil. Para empresas, também é uma ótima notícia, porque será possível atingir de forma direta o público segmentado de determinado influenciador sem abrir mão dos seus fies seguidores.

Inicialmente, essa opção é exclusiva da Índia enquanto durar a fase de testes. Ela será disponibilizada no momento do upload de uma postagem: ao chegar na tela final, antes de concluir o ato, haverá a opção de marcar pessoas. É nesse local que o produtor poderá criar o Collab ao tocar em “Convidar Colaborador”.

Para que ambos se beneficiem do potencial de expansão, será necessário que a pessoa indicada aceite o convite — apenas perfis públicos podem ser convidados. Se tudo der certo, um cabeçalho da postagem deve mostrar a parceria em andamento.

Planos de expansão

Esta é mais uma ferramenta comercial criada pelo Facebook para fortalecer a monetização na sua plataforma. No dia 15, a companhia anunciou que pretende investir US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,2 bilhões) na remuneração de usuários até o fim de 2022. A rede deve oferecer diversas maneiras de receber bônus em dinheiro, como metas diárias, alcance de objetivos específicos e até financiar projetos ousados de influenciadores digitais.

Além disso, o Instagram também trabalha em lojas virtuais para venda de produtos como afiliados. As Creator Shops seriam uma extensão dos recursos de compras existentes, mas voltada para venda direta utensílios, cosméticos ou serviços.

Lojas repassariam comissões aos perfis que venderem seus produtos (Imagem: Divulgação/Instagram)

Outra novidade em análise são os stories exclusivos para pagantes. Isso possibilitaria ao criador planejar conteúdos exclusivos para seus seguidores mais fieis, dispostos a desembolar valores mensais para ver fotos e vídeos feitos para eles. Por outro lado, o seguir mostraria toda sua gratidão ao pagar uma espécie de modelo de assinatura.

O que você acha dessa movimentação recente do Instagram? As novidades serão suficientes para evitar a debandada para plataforma para o TikTok? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: The Indian Express

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.