Instagram permite marcar produtos em contas comuns, mas há um porém

Instagram permite marcar produtos em contas comuns, mas há um porém

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 18 de Abril de 2022 às 18h17
Brett Jordan/Unsplash

O Instagram lançou um recurso que libera o uso de marcações de produtos para todos os usuários na plataforma, mas há um porém: ao menos por enquanto, isso funciona apenas nos Estados Unidos. Antes, essa era uma função exclusiva das contas definidas como criador de conteúdo ou marcas.

Para marcar um produto, basta fazê-lo na tela logo após a escolha da foto ou vídeo que será publicado. O usuário deverá tocar em "Marcar pessoas" na tela de novo post e escolher "Adicionar etiqueta". Será preciso indicar primeiro a marca desejada para localizar a opção "Produtos", no canto inferior direito da tela.

A marcação de produtos foi liberada para todos os usuários nos Estados Unidos (Imagem: Reprodução/Instagram)

O Insta deve abrir uma janela para selecionar o item desejado com as especificações corretas do fabricante. Como o objeto ou serviço é vinculado a uma conta, não é possível fazer alterações no nome, na quantidade ou no preço original.

Ao clicar no produto desejado, o consumidor será guiado para a loja oficial que vende o produto. Como o Instagram já possui recurso de lojas há algum tempo, a pessoa poderá comprar na própria plataforma, sem precisar ser direcionado para páginas externas inseguras.

Uso da marcação nos Stories

Os produtos são exibidos em lista e o usuário escolhe qual deseja marcar (Imagem: Reprodução/Instagram)

No momento, você só pode marcar produtos em postagens no feed, mas a rede social promete levar o recurso para os Stories. Outra questão importante é que as marcações de produtos só funcionam em contas públicas, portanto não dá para usá-lo em perfis privados.

Essa novidade havia sido anunciada pela primeira vez em março deste ano, mas os desenvolvedores não disseram quando pretendiam incluí-la para as pessoas. Por enquanto, ainda é cedo para saber se o Brasil ou outros países serão contemplados, mas é provável que chegue futuramente por essas bandas.

O app adicionou uma série de atualizações voltadas para dar mais visibilidade para criadores nos últimos meses, como as tags para facilitar apoio a causas sociais e um indicativo de autoria de conteúdo para ajudar na identificação do criador. A plataforma também trouxe finalmente o feed cronológico para o aplicativo móvel, assim dá para acompanhar apenas as atualizações recentes dos seus amigos.

Fonte: TechCrunch  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.