Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Gemini permite recriar trechos de respostas geradas pela IA

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 07 de Março de 2024 às 10h18

Link copiado!

Divulgação/Google
Divulgação/Google

O Gemini, chatbot com inteligência artificial generativa do Google, facilitou os ajustes nas respostas. Nesta semana, a ferramenta ganhou um atalho para alterar ou remover trechos dos retornos das solicitações ao selecioná-los, algo parecido com um editor de texto convencional. A novidade facilita o processo de edição e já está disponível para quem utiliza o serviço configurado em inglês, inclusive no Brasil.

Edição de respostas no Gemini

A atualização é limitada à versão web da plataforma e funciona apenas em inglês nesse primeiro momento. Isso significa que, mesmo ao configurar o idioma, não será possível utilizar a funcionalidade se você fizer solicitações em português, por exemplo.

Continua após a publicidade

Seu uso é simples e consiste apenas em selecionar o trecho que você deseja que seja alterado. Depois, é só clicar em um botão e digitar um prompt (comando de texto) ou escolher uma das opções pré-definidas: gerar novamente, encurtar, aumentar ou remover.

Ao fazer a nova solicitação, a mudança será aplicada imediatamente. Você também consegue retornar ao estado original ao clicar em “Desfazer” ou até mesmo fazer outros ajustes na sequência, caso ainda não esteja do jeito que você queria.

Como refinar as respostas do Gemini

Se você configurou a sua conta do Google para inglês, veja como solicitar os ajustes no chatbot do Google:

Continua após a publicidade
  1. Abra o Gemini no navegador (gemini.google.com);
  2. Faça uma solicitação em inglês (por exemplo, “which is the biggest technology company?”);
  3. Selecione o trecho que deseja alterar;
  4. Clique no ícone de lápis flutuante;
  5. Envie um prompt ou escolha uma das opções exibidas;
  6. Aguarde o ajuste ser aplicado.

Se quiser descobrir mais truques da plataforma, saiba como usar a IA Gemini do Google.