Após críticas, Instagram Kids tem desenvolvimento suspenso pelo Facebook

Após críticas, Instagram Kids tem desenvolvimento suspenso pelo Facebook

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 27 de Setembro de 2021 às 13h12
Andrea Piacquadio/Pexels

Em um mundo regido pelos acontecimentos nas redes sociais, é difícil imaginar que crianças aceitariam ficar de fora desse território interativo, mas nada amigável. Para tentar criar uma versão específica para os pequenos, o Facebook anunciou o Instagram Kids, voltado para menores de 13 anos e com uma pegada diferente da rede tradicional.

Contudo, a reação dos pais e responsáveis não foi nada positiva e agora a companhia anunciou a suspensão do projeto. Legisladores e grupos de defesa dos direitos de crianças e adolescentes nos Estados Unidos também se mostraram veementes contrários ao modelo proposto, cujo enfoque poderia ser um chamariz para pedófilos, assediadores e aliciadores.

Muitas crianças entram no Instagram, mesmo com a proibição de ingresso a menores de 13 anos (Imagem: Reprodução/Pixabay)

Por meio de um post oficial em seu blog, o Instagram disse acreditar que a versão Kids é a coisa certa a se fazer, mas mesmo assim decidiu pausar a iniciativa. Segundo a rede social, as crianças já estão online e a plataforma exclusiva para elas ajudaria a entregar uma experiência adequada à idade, projetada especificamente para os pequenos e com mais controle dos pais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mesmo todas essas supostas vantagens não foram suficientes para convencer as autoridades norte-americanas: um grupo de 40 procuradores-gerais estaduais pediram diretamente a Mark Zuckerberg que abandonasse os planos de lançar a plataforma para crianças. Na visão dos juristas, o uso das mídias sociais pode ser prejudicial à saúde e ao bem-estar das crianças, que não estariam preparadas para enfrentar os desafios de manter uma conta nessas plataformas.

Insta Kids

O Instagram Kids seria supervisionado por Adam Mosseri, “chefão” do Instagram, e gerenciado por Pavni Diwanji, vice-presidente do Facebook e com um histórico respeitável de trabalho em produtos focados no público infantil, com participação no YouTube Kids. Inspirado na solução infantil do Messenger Kids, o objetivo seria criar “um novo pilar da juventude” focado na construção de um ambiente integro e privado, a fim de “garantir a experiência mais segura possível para os adolescentes”.

Não há informações concretas de como seria a rede social para crianças, contudo, dá para ter uma ideia ao analisar o Messenger: ferramentas de controle parental avançadas, perfis amplamente supervisionados pelos pais, conteúdo filtrado e meios de contato limitados.

O Messenger Kids tem recursos aprimorados para controle dos responsáveis (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Segundo a porta-voz do Facebook Stephanie Otway, o serviço para crianças é parte de um esforço para manter os menores de 13 anos fora de sua plataforma principal. A executiva afirmou que não haveria anúncios e os envolvidos no projeto contariam com o apoio de profissionais especialistas em saúde e segurança infantil.

Conforme Otway, os desenvolvedores trabalham em novos métodos de verificação para barrar o ingresso de quem mente sobre a idade. “A realidade é que as crianças estão online. Elas querem se conectar com família e amigos, se divertir e aprender, e queremos ajudá-las a fazer isso de uma forma segura e adequada à idade”, concluiu a porta-voz.

Fonte: Instagram  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.