Fuchsia OS vai substituir Android em celulares Samsung, dizem informantes

Fuchsia OS vai substituir Android em celulares Samsung, dizem informantes

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 22 de Dezembro de 2021 às 15h32
Google/Divulgação

A Samsung trabalha para substituir o Android pelo Fuchsia OS, apontaram os influentes informantes Dohyun Kim e Ice Universe no Twitter nesta quarta (22). Em desenvolvimento desde 2016 e ainda sem presença oficial em nenhum celular, o novo sistema operacional só foi lançado para os Nest Hub de primeira geração, mas sem introduzir novidades marcantes.

O rumor de que a Samsung optará pelo Fuchsia OS em algum momento é bem antigo. Em maio, o informante Ice Universe havia comentado que a fabricante sul-coreana adotaria o misterioso sistema operacional em seus aparelhos, mas não especificou que o Android ficaria para trás.

Desta vez, porém, o clima é de despedida: o vazador Dohyun Kim comentou que a Samsung estaria prestes a “dizer adeus” ao Android e abraçar o Fuchsia OS. O processo de transição levaria alguns anos para ser concluído e, por enquanto, nada se sabe sobre o que essa nova base de software proporcionaria como vantagens para os aparelhos da marca.

Como é o Fuchsia OS?

Em termos de funcionalidades, o Fuchsia OS não tem nada de inédito em comparação aos demais sistemas operacionais do Google. O estado do sistema operacional até o lançamento oficial na linha Nest Hub era tão rudimentar que até havia a suspeita de que ele era só uma plataforma de experimentação e desenvolvimento.

Contudo, a principal diferença do Fuchsia para o Android é o kernel, a base do sistema operacional. Enquanto o Sistema do Robô é sustentado pelo Linux, o Fuchsia OS é construído sobre o microkernel Zircon, este escrito em linguagem C e originalmente projetado para sistemas embarcados.

A segunda geração do Nest Hub ficou de fora da atualização (Imagem: Divulgação/Google)

Quando o sistema foi lançado para o Nest Hub de primeira geração, a falta de novidades pegou muita gente de surpresa. A experiência de uso era a mesma do Cast OS (baseado em Linux), com a mesma interface, ferramentas e recursos.

Samsung não será a única

Se o Android estiver com dias contados no ecossistema da Samsung, não demoraria muito para que outras marcas seguissem o mesmo caminho. Se a substituição de sistemas operacionais for divulgada como grande novidade, provavelmente a migração se tornará tendência no segmento rapidamente.

Porém, considerando que até o Google aparentemente encara essa transição com cautela, levaria bastante tempo para o Fuchsia OS se tornar um padrão no mercado mobile — isto é, maior que o Android atualmente é. Talvez, o sistema coexista com seu “irmão mais velho” por algum tempo, enquanto ele cria raízes no segmento.

Fonte: Dohyun Kim

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.