Samsung lança Galaxy SmartTag+ com UWB, o "GPS para ambientes internos"

Por Renan da Silva Dores | 09 de Abril de 2021 às 10h20
Divulgação/Samsung

Enquanto a Apple segue sem trazer novidades acerca das muito especuladas AirTags, que podem ser bastante compactas e custar pouco menos de US$40, a Samsung segue tirando proveito para lançar suas próprias soluções de função semelhante no mercado. A gigante sul-coreana anunciou nesta sexta (9) a estreia da Galaxy SmartTag+, versão mais robusta da Galaxy SmartTag, anunciada no início do ano.

Com design praticamente idêntico da irmã mais básica, a Galaxy SmartTag+ se destaca pelo uso da tecnologia Ultra Wideband (UWB), utilizada para rastreamento de maior precisão, que dá ao recurso o título de "GPS para ambientes internos", por entregar localização precisa dos itens munidos do recurso ao mesmo tempo em que funciona em locais fechados.

As SamsungGalaxy SmartTags+ se destacam pela presença da tecnologia de rastreamento UWB (Imagem: Divulgação/Samsung)

A novidade começará a chegar aos EUA e alguns outros mercados a partir da próxima sexta-feira (16), com preço sugerido de US$39,99 (cerca de R$ 222, em conversão direta), curiosamente o mesmo valor das AirTags, de acordo com os rumores. A Samsung ainda não trouxe informações sobre possíveis pacotes com mais de uma SmartTag+, mas é provável que haja opções do tipo, considerando que as SmartTags comuns são oferecidas de maneira semelhante.

Como funcionam as Galaxy SmartTags+ e a tecnologia UWB?

A Ultra Wideband (UWB), ou banda ultralarga, funciona utilizando ondas eletromagnéticas similares ao do Bluetooth ou Wi-Fi, mas em frequências significativamente mais altas. Isso permite transmissão de dados com velocidade muito maior, além da rápida localização de itens compatíveis, na casa dos dois nanossegundos. Seu alcance também é respeitável considerando as altas frequências, atingindo os dez metros.

A tecnologia estreou no mercado de smartphones com a chegada da família iPhone 11, que utiliza o recurso para aprimorar a conectividade com outros dispositivos via AirDrop, e também já se encontra disponível em topos de linha da Samsung desde o Galaxy S20 Ultra 5G.

O UWB nas Galaxy SmartTags+ habilita localização via Realidade Aumentada (Imagem: Divulgação/Samsung)

Nas Galaxy SmartTags+, além da alta precisão, o UWB habilita uso de Realidade Aumentada para localizar o acessório de maneira mais rápida. A função atua de maneira bastante similar à navegação de RA que a Google implementou recentemente no Google Maps, indicando por meio de bolhas verdes a localização da SmartTag+.

Para momentos em que o dispositivo está fora do alcance da UWB, a comunicação é feita via Bluetooth, ou mesmo de maneira criptografada pela Samsung Cloud, utilizando smartphones Galaxy de terceiros.

Brasil segue no aguardo com as SmartTags tradicionais

O anúncio de hoje não compreende o Brasil, e ainda não há informações sobre quando as SmartTags+ chegarão ao país. Por aqui, as únicas opções da Samsung disponíveis são as Galaxy SmartTags tradicionais, oficializadas no início de fevereiro. O acessório é bastante similar à versão mais robusta lançada hoje, com exceção da UWB e da navegação via RA, ausentes no dispositivo. Nesse caso, as SmartTags dependem totalmente do Bluetooth para funcionar.

As Galaxy SmartTags já estão disponíveis para compra somente na cor preta, em pacotes com uma, duas ou quatro etiquetas inteligentes, custando R$ 199, R$ 329 e R$ 549, respectivamente

Fonte: PocketNow, Samsung (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.