Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Windows 11 deve ter "enxurrada" de apps de Android graças à Amazon

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 10 de Julho de 2023 às 15h58

Link copiado!

Reprodução/Microsoft
Reprodução/Microsoft

A Amazon disponibilizou a sua Appstore para que os desenvolvedores publiquem aplicativos do Android no Windows 11. Agora, qualquer pessoa com conta na loja de apps pode usar as ferramentas de teste — antes, só estava disponível para algumas empresas parceiras.

Apps do Android no Windows

Em maio deste ano, a Microsoft determinou que qualquer desenvolvedor pode enviar apps do Android para o Windows 11, mesmo sem passar pela Amazon Appstore (o equivalente a instalar um aplicativo diretamente pelo APK, por exemplo). Agora, a Amazon decidiu remover as limitações de acesso à sua própria plataforma e seguir o mesmo caminho.

Continua após a publicidade

Como o Windows não tem suporte nativo à Google Play Store, a loja da Amazon é usada como intermediária baixar aplicativos. A mudança da Big Tech de Seattle facilita a vida dos devs, pois permite acesso aos recursos de teste e adaptação de cada software e ainda pode aumentar a quantidade de aplicativos disponíveis para computador.

O Windows 11 roda os aplicativos a partir do Windows Subsystem for Android (WSA), que roda a versão estável do Android 13 e permite os controles com teclado e mouse. Com a mudança, as empresas não necessariamente precisarão criar um app dedicado ao Windows — basta usar as ferramentas disponíveis para enviar a versão adaptada do sistema operacional do Google.

É necessário usar um computador com Windows 11 e pelo menos 8 GB de RAM para testar os aplicativos. Após baixar o aplicativo do WSA na Microsoft Store, a loja da Amazon é instalada automaticamente.

Continua após a publicidade

Recurso ainda não chegou ao Brasil

A Amazon App Store para Windows está disponível em 31 países e, por enquanto, o Brasil não está na lista. Assim, desenvolvedores brasileiros precisam enviar os aplicativos diretamente ao sistema operacional da Microsoft, sem passar pelas ferramentas da Amazon.