Microsoft detalha dados de usuários coletados pelo Windows 10

Por Redação | 05.04.2017 às 14:43
photo_camera Divulgação

A Microsoft acaba de divulgar uma lista detalhada de todos os dados que o Windows 10 coleta de seus usuários. Em publicação feita no blog de TI da empresa, a companhia dá informações exatas e exemplificadas do conteúdo que a empresa retém de todo mundo que faz uso da versão mais recente do sistema operacional.

Além de servir para aprimorar o funcionamento do Windows, a coleta de dados também serve para tornar a experiência de uso mais personalizada. Prática comum na web nos dias de hoje, isso serve para customizar a oferta automática de sugestões de aplicativos e outras ações que o sistema julgue relevante.

Ao todo, o Windows 10 coleta dados de nove grandes categorias do sistema: dados comuns; dispositivos, conectividade e configuração; uso de produtos e serviços, desempenho de produtos e serviços, inventário e configuração de software; consumo de conteúdo; navegação e busca; digitação e enunciados falados; licenciamento e compras.

Mais privacidade

A preocupação por parte dos usuários sobre este tipo de “monitoria” também vem aumentando. Assim, numa jogada sincera com seus consumidores, a Microsoft anuncia que vai simplificar bastante as configurações de privacidade na próxima grande atualização do Windows 10, a Creators Update, que já está disponível para download a partir de hoje e começa a chegar automaticamente a todos a partir da próxima semana.

Em resumo, a atualização vai permitir aos usuários desativar manualmente uma série de recursos que resultam em coleta de dados. Além disso, será possível desativar a sugestão de apps, propagandas e até mesmo a coleta de parte dos dados gerados por diagnósticos do sistema.

Em relação aos últimos dados, o usuário poderá escolher entre enviar as informações completas ou apenas as básicas de um relatório de diagnóstico realizado pelo sistema. Enquanto o nível básico envolve apenas dados de erros do sistema, a versão completa dos relatórios inclui dados de uso do teclado, do navegador, informações de aplicativos e muito mais.

Windows 10 ficará mais transparente do ponto de vista de privacidade. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Transparência e informação

Em postagem no blog do Windows, a companhia detalha ainda outros esforços para ampliar a garantia de privacidade de seus usuários.

“Como parte de nosso compromisso com a transparência e com a sua privacidade, estamos trazendo hoje estes aprimoramentos em vários níveis, com três novidades que vão ajudar você a ficar mais informado a respeito da sua privacidade no Windows 10”, informa a Microsoft.

As três novidades incluem o aprimoramento das informações disponíveis dentro do sistema a respeito da sua privacidade, a atualização dos termos de privacidade da Microsoft e também o detalhamento dos dados coletados (citados na primeira parte do texto).

Fontes: Blog do Windows, Centro de TI do Windows