Publicidade

Apple Vision Pro chega a mais países em quatro continentes

Por| Editado por Wallace Moté | 11 de Junho de 2024 às 08h19

Link copiado!

Romeo A./Unsplash
Romeo A./Unsplash

Após ter chegado aos Estados Unidos em fevereiro deste ano, o Apple Vision Pro foi anunciado em mais países. O produto chegará a três novos continentes, mas o Brasil ainda não está na lista. 

Na América do Norte, o produto passará a ser vendido também no Canadá. Já na Europa, a comercialização será iniciada na Alemanha, França e Reino Unido. 

Continua após a publicidade

O produto também chegará à Ásia, com vendas na China, Hong Kong, Japão e Singapura. Finalmente, o headset fará sua estreia também na Oceania, com vendas na Austrália. 

O dispositivo terá a sua pré-venda iniciada no dia 28 de junho em grande parte das novas localidades. A exceção fica por conta dos mercados asiáticos, que receberão o produto um pouco antes, já no dia 13. 

O preço do headset nos diferentes países está listado abaixo:

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia
  • Canadá: C$ 4999 (cerca de R$ 19.433 em conversão direta)
  • Alemanha e França: € 3.999 (~R$ 23.010)
  • Reino Unido: £ 3.499 (~R$ 23.882)
  • China: ¥ 29.999 (~R$ 22.164)
  • Hong Kong: HK$ 27.999 (~R$ 19.196)
  • Japão: ¥ 599.800 (~R$ 20.442)
  • Singapura: S$ 5.299 (~R$ 20.970)
  • Austrália: A$ 5.999 (~R$ 21.187)

Em geral, o Apple Vision Pro que chega a novos países têm as mesmas características do produto anunciado nos EUA. Ele foi lançado como uma aposta da marca no segmento de computação espacial, que já teve alguns representantes ao longo dos últimos anos — especialmente da Meta, com a linha Meta Quest.

As vendas do Vision Pro em mais países podem ser cruciais para a definição das estratégias da Apple neste mercado. Após um lançamento com início badalado nos EUA, o produto teria registrado quedas expressivas de demanda. 

Ainda não há previsão para o início das vendas no Brasil, se é que isso realmente ocorrerá em algum momento. Estima-se que o preço do produto no mercado nacional poderia ultrapassar os R$ 40 mil, visto que o país costuma ter produtos Apple que ficam entre os mais caros do mundo.