Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que é uma placa camaleão?

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Junho de 2023 às 16h30

Link copiado!

Phoenix Production/Envato/CC
Phoenix Production/Envato/CC

A imaginação dos motoristas dispostos a criar artifícios para driblar a fiscalização de trânsito e burlar as leis não tem limites. Depois da placa delete e do gel antirradar, as autoridades flagraram mais uma modalidade de trapaça: a placa camaleão.

Assim como os demais itens, a prática tem como principal objetivo ludibriar as autoridades ou equipamentos eletrônicos voltados para controlar o trânsito e, com isso, escapar de multas por excesso de velocidade ou demais infrações estipuladas no CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

A placa camaleão, na verdade, nada mais é do que o velho golpe de utilizar fita isolante ou outro recurso para alterar números e letras das placas originais do veículo. A novidade, no caso, foi a forma como ele foi aprimorado pelos maus motoristas.

Continua após a publicidade

Agora a NASA vem!

Uma publicação no Instagram mostrou como o motorista de uma moto “incrementou” o golpe da placa camaleão. O famoso meme “agora a NASA vem”, que vira e mexe bomba nas redes sociais fazendo referência a alguma invenção inesperada do brasileiro, bem que poderia ser aplicada à situação.

A filmagem mostra uma abordagem policial em que uma moto registrada em Belém, capital do Pará, roda com as placas exibindo as letras JUY e os números 6428. Esse, no entanto, não é o registro oficial do veículo.

Continua após a publicidade

O dono da moto ligou, por meio de um dispositivo, dois pedaços de fita isolante a um botão de controle no guidão. Ao apertá-lo, os pedaços de fita isolante se soltam e os números 6 e 8, “magicamente”, viram um 5 e um 9, mostrando que a placa original, na verdade, é JUY 5429.

Golpe da placa camaleão dá cadeia

A adulteração de uma ou mais placas de identificação do veículo pode dar muitas dores de cabeça ao infrator. Ela está prevista no Artigo 230, Inciso III, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e também no Código Penal.

Continua após a publicidade

Isso significa que, além da multa, dos pontos na CNH e do recolhimento do veículo flagrado com as identificações adulteradas, o responsável pela placa camaleão poderá pegar até 3 anos de prisão.

A lei diz ainda que a pena de reclusão pode ser estendida para um período entre 4 e 8 anos, caso o infrator tenha adulterado uma ou mais placas de identificação do veículo durante o exercício de atividade comercial ou industrial.