Startup russa de ensino online GetCourse põe Brasil como sua prioridade

Startup russa de ensino online GetCourse põe Brasil como sua prioridade

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 13 de Setembro de 2021 às 23h00
JESHOOTS.COM/ Unsplash

A edtech russa GetCourse diz que quer fazer do Brasil a prioridade de sua expansão internacional, iniciada neste ano e que deve durar até o ano que vem. A missão será sustentada por um aporte de US$ 50 milhões (R$ 261,5 milhões na cotação atual) recebido em julho, liderado por grandes investidores como a Goldman Sachs.

Seu software de ensino a distância atualmente hospeda mais de 20 mil educadores, incluindo 12 mil escolas online, instrutores, treinadores e blogueiros. A plataforma tem diversos recursos como gestão de aprendizado, criação de website, newsletter por email, webinars em vídeo e relatórios estratégicos. 

No Brasil, há três modalidades de planos: por R$ 340 mensais, o básico dá direito a 1.000 usuários ativos e 20 GB de armazenamento para conteúdo; o plus (R$ 590) permite 2.000 usuários e 30 GB; e o profissional (R$ 1.160), 5.000 e 50 GB. Há ainda um quarto plano enterprise, que começa em 5.000 usuários e 100 GB, mas este só informa valores sob solicitação.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Exemplo de curso no GetCourse (Imagem: Reprodução/GetCourse)

A startup diz que seu faturamento do ano passado era de US$ 20,3 milhões, o dobro do registrado em 2019. O bom resultado, como era de de esperar, veio na esteira do crescimento do ensino remoto pós-pandemia, ainda que a empresa esteja no mercado desde 2014. Para este ano, é esperado ampliar no exterior; além do Brasil, pretendem ganhar público na Espanha.

“Nossa equipe fez uma análise em larga escala dos mercados globais de edtech e viu um grande potencial para o desenvolvimento de nossa plataforma no Brasil. Portanto, vamos direcionar pelo menos 25% de nossos investimentos no mercado brasileiro”, diz Sergey Mikhaylov, CEO da GetCourse, no comunicado à imprensa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.