Startup brasileira Cobli recebe R$ 175 mi do SoftBank para melhorar entregas

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 21 de Julho de 2021 às 18h41
Brian Stalter/Unsplash

A Cobli anunciou nesta quarta-feira (21) o aporte Série B de R$ 175 milhões (US$ 35 milhões). A empresa usa Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) e inteligência artificial para melhorar a gestão de frotas de entregas. A maior parte do aporte veio do SoftBank, telefônica japonesa que vem se destacando como uma poderosa investidora de startups. O restante vei de fundos como Qualcomm Ventures, NXTP Ventures, Fifth Wall e Valor Capital.

A empresa diz que a "bolada" ajudará a criar novos serviços que envolvem dados e IoT. Em sua solução de gestão de frotas, por exemplo, a empresa pretende implantar câmeras com inteligência artificial para automatizar processos. Outra ideia é melhorar a gestão de combustíveis com precificação dinâmica.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

App Motorista da Cobli. Imagem: Divulgação/Cobli

Além disso, estão testando um tipo de seguros para frotas que também terá seu preço definido por dados de uso dos veículos. O objetivo é beneficiar as empresas de caminhão que dirigem melhor e correm menos riscos.

A grana também deve ser empregada na expansão da startup, que começou com 15 funcionários em 2017 e hoje tem mais de 200. No ano que vem, pretendem contratar mais mais de 300 pessoas.

"A logística está atrasada e os consumidores estão insatisfeitos. A falta de tecnologia no setor leva a muitos processos manuais que, por sua vez, se revertem em custos mais altos, atrasos, erros e um serviço pior para todos. A Cobli resolve isso", diz Rodrigo Mourad, cofundador e presidente da Cobli, no comunicado à empresa.

Segundo dados da Abol (Associação Brasileira de Operadores Logísticos), o faturamento médio anual de uma empresa do setor é de R$ 366 milhões. Os dados são do ano passado.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.