Xiaomi testa expandir a memória RAM de celulares usando o armazenamento interno

Xiaomi testa expandir a memória RAM de celulares usando o armazenamento interno

Por Diego Sousa | Editado por Wallace Moté | 29 de Abril de 2021 às 15h40
Matheus Bigogno/Canaltech

O desenvolvedor de software Kacper Skrzypek encontrou nesta quarta-feira (28) indícios de um novo recurso da interface MIUI 12.5 que expande a memória RAM do aparelho utilizando parte do armazenamento interno. A novidade funciona de maneira semelhante ao chamado Virtual RAM ("RAM virtual", em tradução livre), presente na linha Vivo X60 — no OnePlus 9, ela é vista como Turbo Boost.

De acordo com uma captura de tela da linha de código da skin personalizada da chinesa, o recurso poderá ser usado apenas quando houver armazenamento interno suficiente no smartphone. Ao que tudo indica, a funcionalidade pegará "emprestado" parte da memória ROM do aparelho e convertê-la em até 2 GB de memória temporária (RAM) extras — um celular com 8 GB ficaria com 10 GB, enquanto um de 12 GB seria expandido para 14 GB.

Na prática, o smartphone seria capaz de armazenar ainda mais aplicativos em segundo plano, além de haver uma troca mais rápida entre eles. Em uma das linhas, pode-se observar o nome "Expanding RAM", o que pode ser traduzido como "Extensão de RAM". Uma captura de tela que mostra a ferramenta no menu de configurações do aparelho exibe a extensão de apenas 1 GB de memória RAM, mas é possível que seja possível expandir ainda mais, dependendo da demanda.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O desenvolvedor afirmou que o recurso ainda não foi implementado para o público nem para os desenvolvedores testarem.

Recurso não é novo

A possibilidade de utilizar o armazenamento interno para expandir a memória RAM não será inédita dos smartphones da Xiaomi rodando a interface MIUI 12.5. A linha X60, da chinesa Vivo, foi apresentada com o chamado Virtual RAM, que faz exatamente isso: recorre à memória interna para dar mais fôlego ao abrir aplicativos mais pesados.

A OnePlus também implementou o Turbo Boost 3.0 aos aparelhos OnePlus 9 e 9 Pro, garantindo até 25% mais aplicativos abertos de uma vez enquanto as memórias RAM e ROM estiverem fundidas.

A ferramenta ainda não tem previsão de lançamento para todos os usuários, portanto continue acompanhando o Canaltech para não perder nenhuma novidade!

Fonte: Kacper Skrzypek (Twitter)  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.