O que é GIF e como usá-lo

Por Matheus Bigogno Costa | 01 de Fevereiro de 2020 às 16h55

Lançado pela CompuServe em 1987, o GIF (Formato de Intercâmbio de Gráficos) veio para substituir o defasado RLE, que tinha uma base binária de cores. Ele ajudou a definir o início da Internet e está mais popular agora do que nunca. Neste artigo, iremos tratar um pouco mais a fundo sobre o que são GIFs e como eles se popularizaram na internet. Confira abaixo.

O que é GIF?

Imagem salva no formato GIF, com perda de qualidade devido ao limitado número de cores / Imagem: Reprodução

Na forma mais simples da definição, GIF é um formato de imagem, assim como JPG e PNG, por exemplo. Ele pode ser usado para imagens estáticas ou imagens animadas, porém o GIF não é, de fato, um vídeo. 

Além de não ter áudio, ele é uma junção de imagens de baixa compressão que, quando passadas, dão a sensação de movimento. Desde quando foi criado, as imagens com este formato podem ser compartilhadas sem gastar muita banda de internet, propiciando cada vez mais a sua popularização. 

Este era um real problema da década de 80, pois a maioria das conexões era feita por modems muito lentos, além de baixa taxa de download. Com um algoritmo forte de compressão de dados, as imagens podiam ser baixadas facilmente por qualquer usuário.

Popularização do GIF

Assim como os memes, os GIFs se tornaram ferramentas úteis para comunicar piadas, emoções e ideias. Em um mundo globalizado, com alto uso de redes sociais, a comunicação propiciou que as curtas imagens animadas ganhassem espaço e conseguissem passar uma mensagem rápida e de fácil acesso.

Apesar de o formato ser amplamente utilizado, ele é altamente defasado, pois possui uma enorme limitação de cores. O GIF é capaz de armazenar 256 cores, o que, para os moldes atuais, torna inviável sua utilização comercial, visto que as imagens atuais são capazes de armazenar números de informações muito superiores.

Há dez anos, desenvolvedores da Mozila tentaram substituir o GIF pelo APNG, que era um PNG animado, porém o projeto não deu certo. Isso aconteceu porque muitos navegadores não aceitavam o formato ou demoraram a implementar formas de utilizá-lo.

Antes do HTML 5, lançado em 2014, o HTML não aceitava formatos de vídeo, mantendo a opção de utilizar GIFs. Além de todos os fatores, os desenvolvedores constataram que fazer GIF era um método mais fácil e mais ágil, portanto, não fazia sentido migrar para outro formato.

Como pronunciar GIF?

Diversas discussões e até GIFs foram feitos para responder à pergunta de como é feita a pronúncia do nome. Os criadores do formato pronunciavam a palavra como "jif", com um "G" suave, porém, atualmente, há aqueles que pronunciam o nome do formato como “guif”.

Alguns dicionários internacionais, como o American Heritage Dictionary reconhecem as duas formas como corretas. Por mais que, para os desenvolvedores, o jeito correto de pronunciar a palavra é “jif”, a internet validou as duas formas de pronúncia do formato.

E você? Como você pronuncia GIF? Deixe nos comentários se você concorda ou não com os desenvolvedores.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.