Fuchsia OS pode ter suporte nativo para apps de Android e Linux

Fuchsia OS pode ter suporte nativo para apps de Android e Linux

Por Igor Almenara | 17 de Fevereiro de 2021 às 15h45
Google/Divulgação

Ainda em fase embrionária, o Fuchsia OS pode ganhar suporte nativo para programas de Android e Linux. Encarado como um possível substituto do Android e do Chrome OS num único sistema, o SO do Google receberia uma robusta biblioteca que viabiliza a execução de aplicativos mobile, oriundos do Kernel Linux, sem apelar para máquinas virtuais ou emulação. A novidade aparece em um documento revelado pelo site Thurrott.

“Ao passo que expandimos o universo do software que queremos para o Fuchsia, nós nos deparamos com softwares que gostaríamos que rodassem no Fuchsia mas que não podemos alterá-los. Por exemplo, aplicações Android que contém módulos de código nativos que foram compilados para o Linux. Para rodá-los no Fuchsia, precisaríamos executar os binários sem modificá-los”, pontua o documento.

A camada de compatibilidade por enquanto é conhecida como Starnix. Seu propósito, como descreve o comunicado, é proporcionar a experiência integral dos aplicativos feitos para Linux — o que inclui os apps Android — sem precisar modificar o código do programa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Vale lembrar que o recurso está em fases anteriores ao desenvolvimento, ainda em período de discussões internas — embora já esteja em construção para avaliações futuras. Portanto, a ferramenta ainda não está confirmada e pode não chegar à fase final.

À medida que o Fuchsia OS avança, o Google o torna cada vez mais próximo dos seus sistemas “da casa”. O software, que pode um dia pode ser visto como o produto principal da companhia, ainda está em fase muito inicial e pouco maduro, bem distante da experiência encorpada e familiar apresentada no Android e na integração incluída no Chrome OS.

O Fuchsia OS foi tratado como segredo por muito tempo, sendo revelado como uma ferramenta exclusivamente para testes, entretanto, sua finalidade não é um segredo: a gigante das pesquisas o descreve como um sistema operacional de código aberto que é “seguro, expansível, acessível e pragmático”, sem formalizar muitos detalhes sobre o software.

Ainda levará alguns anos para se ver o Fuchsia OS pré-instalados em aparelhos à venda, ainda assim, é interessante observar como o Google está guiando o dispositivo. Mais informações sobre a compatibilidade com aplicações feitas para Android e Linux podem ser conferidas na documentação oficial do recurso.

Fonte: XDA Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.