Realme Watch S Pro ganha versão global com tela AMOLED e bateria de duas semanas

Por Gustavo de Lima Inacio | 24 de Março de 2021 às 18h50
Divulgação/Realme

O mercado de relógios inteligentes é bem aquecido, e diversas marcas possuem representantes nessa categoria. Huawei, Samsung, Apple e até mesmo a OnePlus, que lançou recentemente o seu OnePlus Watch, são alguns exemplos de fabricantes que investe nesse tipo de dispositivo. Agora, a Realme, que já tinha apresentado o Watch S Pro na Índia, revela que seu modelo começa a ser vendido de forma global ainda em março.

O relógio chega com corpo em aço inoxidável, pulseira em silicone na cor preta, com vidro Gorilla Glass protegendo a sua tela de 1,39 polegadas com tecnologia AMOLED, que pode atingir até 450 nits de brilho máximo. Graças a essa tecnologia de tela, o modelo possui a função Always-on Display, que permite que a tela fique sempre ligada para consultar a hora de forma rápida.

O Realme Watch S Pro tem pedômetro, monitoramento de sono, monitoramento cardíaco, do nível de oxigenação sanguínea e lembrete de inatividade. Além disso, tem suporte a registro de 15 tipos de atividade física, como, por exemplo, basquete, ioga, exercícios de peso corporal e natação. Falando nisso, o modelo conta com resistência 5 ATM, suportando submersão em até 50 metros de profundidade.

Entre outros destaques, existe um sensor de geolocalização de alta precisão com rastreamento duplo, usando tanto a tecnologia GPS, quanto o Glonass. Além disso, há ainda possibilidade de leitura de notificações do smartphone, mas não é possível respondê-las.

No quesito bateria, o modelo conta com uma de 420 mAh, que segundo a fabricante é capaz de entregar até duas semanas de uso, e ele pode ser carregado através de uma base magnética que está presente na caixa.

Preço e disponibilidade

O modelo estará disponível com preço promocional na Europa nos dias 29 e 30 de março por 109 euros, que se convertem em cerca de R$ 723, sem a adição dos impostos nacionais. A partir do dia 31 de março o preço passa a ser de 129 euros, aproximadamente R$ 855 em conversão direta e sem a adição dos impostos nacionais. Infelizmente ainda não existem informações sobre a sua chegada no Brasil.

Fonte: MobileWorld

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.