Mi Band 5: Xiaomi lança nova versão de sua pulseira inteligente

Por Diego Sousa | 11 de Junho de 2020 às 09h55
Divulgação/Xiaomi
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Mi Band 5

Ficha técnica

Nesta quinta-feira (11), a Xiaomi finalmente anunciou a tão esperada Mi Band 5. Confirmando diversos vazamentos e rumores que circularam na web desde o início do ano, a quinta geração da pulseira inteligente traz uma tela significativamente maior, novos sensores e melhorias responsáveis por manter sua saúde em dia NFC.

Mi Band 5: design e tela

Assim como não se mexe em time que está ganhando, a Xiaomi decidiu manter o design característico da Mi Band na quinta geração, mas trouxe uma série de melhorias na tela. A principal novidade é o seu tamanho, que agora possui 1,2 polegadas com resolução 126 x 294 pixels — um salto considerável em relação ao display 0,95 polegadas da Mi Band 4.

Apesar da tela maior, a nova Mi Band manterá seu tamanho compacto, já que as bordas estão reduzidas nas laterais e extremidades. O painel AMOLED também se mantém, mas a Xiaomi garantirá ainda mais contraste e brilho em relação ao seu antecessor, facilitando a visualização sob a luz do Sol. A pulseira será comercializada nas cores amarelo, laranja, preto e verde claro.

Tela de 1,2 polegadas e tecnologia AMOLED (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi Band 5: recursos e sensores

Há alguns dias, a própria Xiaomi confirmou uma série de novos recursos da Mi Band 5. Talvez a mais importante seja o suporte à tecnologia NFC, permitindo que usuários do mundo todo realizem pagamentos com a pulseira.

Como o anúncio de hoje foi destinado ao mercado chinês, não foi confirmado se a versão global também terá NFC. No entanto, a implementação seria outro avanço considerável em relação às versões anteriores, que também trazem a tecnologia, porém apenas no mercado chinês — recentemente, a Xiaomi lançou uma variante especial da Mi Band 4 com suporte ao NFC na Rússia.

Outro recurso interessante da Mi Band 5 é o plugue magnético do carregador. O método busca acabar com o processo nada intuitivo de separar a caixa e a pulseira do dispositivo para posicioná-la no carregador — isso deve economizar tempo e também dar mais vida útil à carga da bateria da pulseira. Por falar em bateria, a pulseira vem com 125 mAh, que deverá garantir uma média de 14 a 20 dias de autonomia, segundo a Xiaomi.

Plugue magnético dispensa o processo de separar a caixa e a pulseira (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Em teasers anteriores, a Xiaomi já havia “deixado escapar” outros recursos da Mi Band 5. Isso inclui medição de oxigênio no sangue (o oxímetro), acompanhamento do ciclo menstrual, 11 modos de atividades especializadas (entre eles remo, ioga, tênis, tênis de mesa, corrida, pular corda e andar de bicicleta), além do tradicional cronômetro.

Em relação aos monitoramento de sono e de frequência cardíaca, a Xiaomi afirma ter melhorado ambos os sensores em até 50% — agora será possível acompanhar os batimentos cardíacos 24 horas ao dia — até quando a Mi Band estiver em standby. Ela também passará a exibir quantas horas de sono R.E.M você teve durante a noite, além de sono leve e profundo.

Pela primeira vez, a Mi Band 5 também calculará o Personal Activity Intelligence (PAI). Ele é basicamente te indica, com base em diversas pesquisas de saúde, o quão saudável você deve estar.

E uma função não relacionada à saúde, mas igualmente interessante: será possível utilizar a Mi Band 5 como controlador para tirar foto com o celular sem tocá-lo — isso é bem útil para registros em família nos quais ninguém pode ficar de fora.

Quanto à integração com a Alexa, deveremos ter mais novidades durante o lançamento global da Mi Band 5, que ainda não tem data marcada. Por enquanto, foi confirmado o suporte à assistente virtual XiaoAI, da própria Xiaomi. Ou seja, será possível controlar outros dispositivos inteligentes através do pulso.

Mi Band 5: preço e disponibilidade

A Mi Band 5 estará disponível na China em duas versões: a base, sem suporte ao NFC, e a mais potente — que trará a tecnologia. A mais básica chega à China pelo preço sugerido de 189 yuan (cerca de R$ 133 em conversão direta).

Atualização 15/07: Em 15 de julho, a Xiaomi anunciou a versão global da Mi Band 5. A edição com mais opções de idioma chega custando 39 euros (cerca de R$ 235) e sem NFC.

Atualização 29/07: Em 29 de julho, a Xiaomi anunciou a Mi Band 5 no Brasil por R$ 499.

Na Amazon Brasil, a versão global da Mi Band 5 está custando a partir de R$ 355 e pode ser parcelado em até 10x sem juros.

Mi Band 5: ficha técnica

  • Tela: 1,2 polegadas AMOLED (126 x 294 pixels), 450 nits de brilho, vidro 2.5D resistente a arranhões, revestimento AF;
  • Funções da tela: Mostra tempo, etapas, frequência cardíaca, atividades, previsão do tempo, notificações de aplicativos, chamadas e muito mais;
  • Sensores: Fotopletismografia (PPG), sensor de frequência cardíaca, acelerômetro, giroscópio, barômetro;
  • Rastreamento: sono, condicionamento físico, lembrete sedentário, ciclo menstrual;
  • Modos de atividade: Corrida, Passadeira, Bicicleta, Caminhada, Exercício (livre), Natação, Elíptica (novo) Remo (novo), Pular corda (novo), Bicicleta estática (novo), Yoga (novo);
  • NFC: Sim;
  • Resistência à água: Sim, até 50 metros de profundidade;
  • Conectividade: Bluetooth 5.0, NFC
  • Dimensões: 47,2 x 18,5 x 12,4 mm;
  • Peso: 12,2 gramas (NFC) / 11,9 gramas (tradicional);
  • Bateria: 125 mAh;
  • Cores: Preto, amarelo, laranja e verde-claro.

Fonte: Xiaomi  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Mi Band 5

  • Americanas
    Xiaomi Mi Band 5 Versão Global - Pulseira Preta
    R$ 193,52
  • RH Informática*
    Smartband Monitor Cardíaco Xiaomi Mi Band 5 Preto
    R$ 229,29
  • Atacadão Digital*
    SmartBand Xiaomi Mi Band 5 Bluetooth
    R$ 229,44