Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple Watch Ultra sobrevive após ficar no fundo de lago por três meses

Por| Editado por Wallace Moté | 25 de Outubro de 2023 às 09h44

Link copiado!

Yuri Souza/Canaltech
Yuri Souza/Canaltech

A durabilidade é um dos atributos mais divulgados do Apple Watch Ultra, e ela foi posta à prova de forma extrema em um caso registrado nos Estados Unidos. O acessório ficou três meses submerso no fundo do lago Travis, próximo à cidade de Austin, no Texas (EUA), e manteve-se intacto após a experiência.

A história foi contada por Amir Noorani ao portal 9to5Mac. Ele relatou que estava mergulhando no lago com o relógio no pulso a uma profundidade de cerca de nove metros, quando a pulseira de silicone se desprendeu e o Apple Watch caiu até o fundo. Noorani tentou recuperar o smartwatch, e chegou a contratar mergulhadores profissionais para alcançar a profundidade total do lago, mas não teve sucesso.

Continua após a publicidade

Como uma última alternativa, ele acionou o Modo Perdido por meio do aplicativo Buscar. Com isso, outras pessoas que passassm por perto do relógio receberiam notificações em seus celulares alertando que um Apple Watch Perdido estava por perto. Três meses depois, Noorani recebeu a ligação de uma pessoa afirmando que achou o relógio. O mais impressionante é que o produto estava funcionando normalmente.

Foi preciso tirar uma considerável camada de sujeira do Apple Watch, e deixar o produto no carregador por alguns dias consecutivos. Contudo, depois disso, o relógio ligou e aparentemente manteve todas as suas funcionalidades intactas.

De forma oficial, o Apple Watch Ultra possui uma resistência contra água a profundidades de até 100 metros, mais que os 64 metros de profundeza do lago Travis. Mesmo assim, a sobrevivência do relógio foi um "testemunho da engenharia da Apple", segundo o que afirmou Noorani.

Não é a primeira vez que um relógio da Apple sobrevive a uma queda debaixo d’água, já que em março deste ano uma unidade foi derrubada no mar em Búzios, no Rio de Janeiro. Em maio, um homem teve que pular em um valão para resgatar um iPhone, e o aparelho sobreviveu sem maiores danos.

Fonte: 9to5Mac