Apple é processada por infração de patentes em eletrocardiograma em smartwatch

Apple é processada por infração de patentes em eletrocardiograma em smartwatch

Por Rubens Eishima | 08 de Dezembro de 2020 às 16h10
Reprodução

A empresa norte-americana AliveCor entrou com uma ação na justiça dos EUA alegando que a Apple infringiu patentes em sua linha de smartwatches. A companhia cita três registros, todos relacionados ao monitoramento dos batimentos cardíacos, cujas técnicas seriam utilizadas sem autorização nos aparelhos Apple Watch.

A AliveCor vende uma linha de aparelhos voltados para o monitoramento do coração, especialmente para detectar arritmias. Em 2017, a empresa foi a primeira a obter a autorização para vender um dispositivo do tipo nos Estados Unidos, o KardiaBand, que substituía a pulseira original do Apple Watch.

No ano seguinte, a Apple decretou a morte do dispositivo ao incorporar um sensor de eletrocardiograma (ECG) no Apple Watch Series 4. Em 2019, a AliveCor retirou o KardiaBand do mercado, tornado obsoleto pelo aparelho para o qual foi projetado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Empresa vendia acessório com ECG para Apple Watch (Imagem: divulgação/AliveCor)

A AliveCor cita três patentes que teriam sido infringidas pela Apple. A primeira e a segunda, de números 10.595.731 e 9.572.499 são ambas intituladas “Métodos e sistemas para rastreamento e pontuação de arritmia”, já a terceira, nº 10.638.941, tem o nome de “Monitoramento de discordância”.

O pedido de processo afirma que a Apple tinha conhecimento das patentes, alegando que os smartwatches da empresa violam as propriedades intelectuais da AliveCor.

A fabricante pede que a justiça julgue as supostas infrações e solicita ainda a intimação da Apple para o pagamento de uma indenização e dos custos do processo. Até o fechamento desta notícia, a Maçã ainda não havia se posicionado publicamente sobre o caso.

Fonte: AppleInsider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.