Google e Nokia podem lançar relógios inteligentes

Por Redação | 07 de Outubro de 2013 às 12h55

Depois da Samsung e da Qualcomm, o Google e a Nokia teriam projetos de relógios inteligentes em desenvolvimento. De acordo com o "Apple Insider", no ano passado a gigante das buscas comprou uma fabricante de relógios e agora o editor do site Android Police, Artem Russakovskii, afirmou no Google + que o smartwatch do Google será lançado ainda neste ano.

Chamado Gem, o aparelho deve rodar uma versão pura do Android, assim como acontece na linha Nexus de smartphones e tablets. O lançamento do relógio, segundo Russakovskii, acontece ainda neste mês junto com outros dispositivos da empresa.

Enquanto o Google supostamente se prepara para entrar no mercado de vestíveis, um site chinês conhecido por vazar dados sobre produtos de tecnologia divulgou o que seriam fotos do smartwatch da Nokia. No entanto, não é possível confirmar a autenticidade das imagens, bem como não se pode afirmar que de fato se trata de um relógio conectado. O "Apple Insider" pode ser um protótipo ou até uma foto falsa.

Smartwatch Nokia

Como a Nokia foi superada pelos concorrentes Apple e Samsung no mercado de celulares, a empresa se aliou à Microsoft em 2011, passando a usar prioritariamente o sistema Windows Phone em seus aparelhos, e no começo de setembro deste ano a companhia foi vendida para a Microsoft. Entretanto, o fato da companhia estar trabalhando em relógios inteligentes ainda é incerto.

Além da Samsung e da Qualcomm, a Sony também possui um smartwatch lançado em 2012 - um dos primeiros do mercado. Os relógios oferecidos por essas empresas têm conexão Bluetooth e funcionam como uma segunda tela para um smartphone. Você pode ver notificações de chamadas ou internet diretamente no seu pulso.

A Apple também pode lançar no ano que vem o chamado "iWatch", já que a empresa registrou essa marca em diversos países.

A tendência de relógios inteligentes ajudou o projeto Pebble a arrecadar US$ 10 milhões no site de financiamento coletivo Kickstarter. O aparelho funciona da mesma maneira, mas também possui aplicativos voltados para saúde e esporte.

Como o mercado de smartwatches ainda é embrionário, uma fonte não revelada da Samsung afirmou em entrevista ao "The Korea Times" que o Galaxy Gear será melhor no futuro, com mais investimento em interface e experiência de usuário e que o aparelho ainda precisa de "algo especial". Testamos o modelo atual do Galaxy Gear na IFA, feira de tecnologia que aconteceu em setembro em Berlim, Alemanha. Confira nosso "hands-on":

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.