ZTE deve ser a primeira a usar segunda geração de câmera sob a tela da Visionox

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 18 de Junho de 2021 às 20h30
Divulgação/ZTE

Nos últimos anos, muitas empresas começaram a correr contra o tempo para poder conseguir esconder o máximo de sensores e componentes sob a tela do smartphone. Um dos poucos que faltam para serem ocultados com sucesso é a câmera frontal. Algumas fabricantes já tem modelos comerciais com essa tecnologia como, por exemplo, a ZTE, que deve ser a primeira a apostar na segunda geração da solução da Visionox.

Diversas fabricantes devem trazer smartphones com essa tecnologia; a Samsung, por exemplo, deve ter o primeiro dobrável com tal novidade. A ZTE adotará o formato em breve com o Axon 30, sucessor do Axon 20, o primeiro modelo da companhia com câmera sob a tela.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Reprodução/GSMArena)

A tecnologia usada é o InV see Pro, que, diferente da primeira geração, traz um novo rearranjo aprimorado dos pixels e ainda é capaz de trazer resultados interessantes de câmera, sem muito embaçamento. O dispositivo exibido é aparentemente um protótipo da própria ZTE.

O leaker Digital Chat Station reafirmou que a ZTE está se preparando para mostrar ao mundo em breve o seu novo smartphone com a segunda geração de câmera frontal escondida sob o painel.

O que esperar do Axon 30?

O modelo deve utilizar a segunda geração da tecnologia de tela transparente, com melhorias significativas: além de aumentar a densidade de pixels, que passa de 200 PPI para 400 PPI, a novidade é agora compatível com taxa de atualização de 120 Hz.

Apesar disso, aprimoramentos na qualidade de fotografia não são esperadas, considerando que a ZTE não comentou sobre isso durante o anúncio, ocorrido no final de fevereiro. No mais, acredita-se que o Axon 30 mantenha o Snapdragon 888 dos irmãos mais potentes, ainda que haja a possibilidade de o aparelho ser voltado para o segmento intermediário, como seu antecessor.

Fonte: Weibo, GSMArena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.